26 de julho de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

 

Baixa: O grupo Gravatinha em Taquaritinga do Norte teve uma baixa importantíssima em seu grupo, estamos falando do vereador Ronaldo César (PSD), que renunciou à liderança da bancada de oposição (PSD/PTB), na Câmara Municipal de Vereadores, além de afirmar que adotará uma posição de neutralidade política e partidária.   

Voz forte: Afirmamos ser uma baixa importantíssima, pois Ronaldo vem sendo uma voz forte de oposição na Câmara, tanto em relação à gestão do Poder Legislativo Municipal, quanto à gestão do Executivo. Pra quem não acompanha os trabalhos na Câmara, Ronaldo tem um perfil técnico juridicamente, com discursos fortes e embasados no regimento interno da Casa de Leis. O referido perfil não é encontrado, até o momento, em outro vereador de oposição. 

Desafinou: Mas perceptívelmente, pra quem acompanha a política de Taquaritinga, já sentia uma relação distante entre Ronaldo e sua bancada, contudo a polêmica ocasionada na última sessão ordinária através do decreto Legislativo, apresentado por parte da bancada de oposição, em relação ao tráfego de caminhões no município, especialmente em Pão de açúcar, foi à gota d’água. 

Não gostou: O vereador Ronaldo não gostou da entrevista concedida pelo ex-vereador Luquinha da Saúde ao programa Cotidiano da Cidade, na rádio Filadélfia FM, na última quarta-feira, 21/07. Em nota, Ronaldo afirmou “o ex-vereador Luquinha da Saúde, que se somou aos adversários políticos da causa de Taquaritinga do Norte, visando publicamente me desmoralizar politicamente e pessoalmente na Rádio Filadélfia FM”.

A entrevista: Na referida entrevista, citada por Ronaldo César, Luquinha da Saúde afirmou que haveria dito ao vereador Ronaldo que a vereadora Natália (PTB) iria se abster da propositura em debate por não estar inteirada sobre o tema. No decorrer da entrevista, frases fortes foram disparadas por Luquinha em relação a Ronaldo e o tema, a exemplo de “subiu na cabeça dele (Ronaldo) o poder” e” Eu acho que o vereador Ronaldo botou a companheira dele (Vereadora Natália) em uma saia justa”.

Pra frente: Conversamos com o vereador Ronaldo César na última sexta-feira, 24/07 e perguntamos sobre o planejamento de seu mandato a partir de agora, e Ronaldo afirmou que “Vamos continuar fazendo nosso trabalho de vereador de oposição normalmente, agora de forma independente, então agora posso falar por mim, pelo vereador Ronaldo César, ou seja, não sou agora integrante de um grupo, sou eu e minhas convicções e vamos caminhando pra frente”.

Não: Ainda perguntamos a Ronaldo se existia a possibilidade do mesmo se juntar com o grupo da Terceira Via que disputou a última eleição e o parlamentar disse que “Não existe essa possibilidade”. Ainda sobre sua situação política atual, Ronaldo desabafou “O que Deus reservar pra gente, a gente aceita. Então, se esse só for meu último mandato, tudo bem, não tem problema, agora eu precisava tomar essa decisão, pra não ficar nessa ambiguidade, com a sensação de ter grupo e ao mesmo tempo não ter”.

Rendeu: As ações e decisão do vereador Ronaldo continuaram rendendo e mexendo com a estrutura do grupo Gravatinha. No último sábado, 24/07, no programa do grupo da bancada de oposição Gravatinha, A voz de Taquaritinga, o ex-vereador Luquinha da Saúde mais uma vez explicou os motivos da vereadora Natália ter a intenção de se abster, naquele momento, em relação à propositura do referido decreto legislativo, mas também não deixou de responder ao vereador Ronaldo.

Já queria: Luquinha afirmou acreditar que Ronaldo já queria estar fora do grupo, destacando algumas atitudes do parlamentar dentro do grupo, entre elas a de que nunca o vereador, enquanto líder da bancada, “chamou os vereadores pra orientação de votações”. O ex-vereador ainda apontou que não expulsou ninguém, pois segundo Luquinha “Qual o poder que tenho de tirar alguém do partido?”. Ainda segundo Luquinha, Ronaldo “tá dando uma de vítima” e também questionou “quero saber qual o desrespeito que fiz a ele pra me retratar”.

Reorganizando: O grupo Gravatinha irá reorganizar sua bancada, após a saída de Ronaldo, e em conversa com uma fonte do grupo azul, uma reunião será feita no decorrer da semana e entre os principais pontos irão escolher o novo líder da bancada, onde provavelmente ficará entre os vereadores Hélio de Novo (PSD) ou Guilherme Cumaru (PSD).

Logo mais: Venho afirmando que a política de Taquaritinga do Norte vem sendo a mais movimentada nos últimos meses, tanto que não cabe em uma única coluna. Nesse contexto, às 16h traremos, nas curtinhas em áudio da Rádio Polo, mais detalhes da política de Taquaritinga, além de temas de Santa Cruz e Brejo da Madre de Deus. 

 

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade de seu autor

Postado por: Walter Miro

21 de julho de 2021

​RESUMÓRIO – com o professor Tenório

 

 

FORA BOLSONARO – O #elenão do passado virou o #forabolsonaro do presente. Acontecerá ato contra o presidente Bolsonaro aqui em Santa Cruz no próximo sábado (24). As redes sociais estão bombardeadas com as informações do ato que terá concentração no coreto da Av. Padre Zuzinha e informações sobre uso obrigatório de máscara, uso de álcool em gel e organização do distanciamento social. Todo mundo separado e, ao mesmo tempo, juntos contra o mito.

REPETECO – Mês passado, teve uma motorreata em apoio ao governo do presidente Bolsonaro aqui em Santa Cruz e com atos de direita e de esquerda, a expectativa é se Bolsonaro repetirá a vitória de 2018 aqui na cidade, vitória que serve de orgulho para uns e vergonha para outros. 

O MELHOR – Diogo Moraes na ânsia de enaltecer sua atuação parlamentar, disse em entrevista na Rádio Polo que batia em todos os deputados estaduais já eleitos de Santa Cruz, no quesito trabalho, incluindo até seu pai. Edson que já foi deputado estadual não gostou muito da falta de humildade de Diogo. Alessandra e Toinho do Pará provavelmente também não.

AINDA VIVE – Descartado mesmo está o título do Sport Club do Recife na série A do Brasileirão ou o acesso do Santa Cruz à série B. O projeto Edson Vieira federal ainda vive. Se não for em 22, será num futuro próximo. Tudo depende mais das mudanças na legislação eleitoral do que da vontade dele.

22 É LOGO ALI – Faltando pouco mais de um ano para eleição de 2022, as entrevistas de Diogo Moraes e Edson Vieira na Rádio Polo são uma pequena prévia de como poderá ser o tom do próximo pleito. Esperamos que o debate propositivo sobreviva a tudo isso.  

EXCESSOS – Não é todo dia que servidor de uma Câmara de Vereadores troca xingamentos e acusações com um vereador publicamente. É incomum, mas infelizmente aconteceu na reunião relâmpago de terça-feira (19) em Taquaritinga do Norte.  

DESTAQUE NEGATIVO – Impressionante como a Câmara de Vereadores de Taquaritinga do Norte tem se destacado negativamente na região. O presidente Demir precisa literalmente colocar ordem na casa, pois se continuar assim, o seu legado como presidente será bem insatisfatório e não deixará saudade.

VEM AÍ – Tem surpresa chegando e não me refiro ao novo programa que vai estrear no dia 2 de agosto na Rádio Polo. A novidade, ao que tudo indica, é que a chapa vai esquentar para os postulantes de Santa Cruz a uma vaga na Alepe, pois um tal de Cléber Chaparral pretende entrar no páreo e arrasta uns “votim” aqui na região. Votos que poderão fazer muita falta aos filhos da terra.  

ARTICULANDO – Ainda não está definido se o grupo Carneirinho terá candidato a deputado estadual residente em Santa Cruz. Continua a mesma situação, quem quer não é querido e, até o momento, quem é querido não definiu se quer.  

DOAÇÃO – Um vídeo que circulou nas redes sociais e repercutiu bastante foi sobre uma doação a AME Infantil de um sensor de oxigenação pulmonar para atender as crianças recém-nascidas, pois faz quase dois meses que foi solicitado o equipamento à direção da AME e não houve a aquisição. A cidadã e mãe fez o vídeo, mostrou a nota fiscal indicando que o equipamento custou R$ 280,12 e que estava fazendo a doação.

MAIS UMA – Não foi a primeira vez que a saúde de Santa Cruz foi comtemplada com doação de algum produto. Meses atrás, a vereadora Nega fez a doação de uma torneira para UPA, para resolver o problema na unidade de saúde. Já pensou se a moda pega?

DINHEIRO OU GESTÃO? – A dúvida que fica sobre essas doações e reclamações de falta de materiais nas unidades de saúde é se o problema é financeiro ou problema de gestão? Já aconteceu troca no comando de UPA, Secretaria de Saúde e AME e mesmo assim as reclamações e doações continuam.

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

19 de julho de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

Batendo a porta: Apesar de algumas pessoas acharem que não é momento de discutir o pleito de 2022, os principais interessados estão a todo vapor em relação ao referido tema.

Ela ou ele: No grupo Boca Preta, já está muito claro que a deputada Alessandra Vieira (PSDB) poderá não disputar a reeleição e ser substituída na disputa pelo seu esposo e ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB). Caso isso ocorra, o nome de Alessandra estará naturalmente à disposição para o pleito municipal de 2024, como candidata a prefeita do grupo.

Ainda tenta: Nos bastidores do grupo Boca Preta, a informação é que apesar de muito difícil o ex-prefeito Edson Viera ainda estuda a possibilidade da candidatura a federal e levará até o último momento.

Difícil: Contudo, difícil mesmo será a família Vieira caminhar na mesma sigla partidária em 22. Em uma estratégia política e observando os melhores cenários de disputas, Alessandra e Edson poderão ficar em siglas diferentes ao fim da janela partidária, visando, principalmente, a tranquilidade na manutenção da cadeira na Alepe.

Familiar: Em entrevista ao programa Estúdio Livre, na Rádio Polo, da última sexta-feira (16), o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) já deu o tom de um possível duelo em 22 contra o ex-prefeito Edson Viera. Entre diversas alfinetadas em várias áreas, apontou que um “possível projeto familiar” do ex-prefeito não dará espaço a outros membros do grupo.

Sem cravar: Contudo, ao analisar a própria situação dentro do grupo Taboquinha, o deputado Diogo Moraes tem dificuldade em cravar a unidade do referido grupo em relação ao seu nome e aponta que as conversas estão fluindo. Mas ao mesmo tempo apontou as adversidades e adversários que obteve nas outras eleições no município, sempre disputando com alguém dentro do grupo que fez parte.

Monitorando: O principal desafio de Diogo Moraes dentro do grupo Taboquinha, entre tantos, é entrar de cabeça na parte política do grupo, principal entrave na gestão Fábio Aragão (PP), e administrar as arestas entre Aragão x Maias, monitorando, principalmente, os passos da família Maia que ainda não cravou em público o apoio a Diogo em 22.

Discutindo: No quadro “Pinga Fogo”, do programa Independente, da última sexta-feira, 16/07, o Vereador Emanuel Ramos (PSD) afirmou que teve uma reunião recente entre integrantes do grupo verde, onde um dos temas debatidos foi à situação do grupo em 22. O parlamentar, não detalhando quem participou da reunião, deixou a entender que a discussão ainda irá se estender e que hoje a preferencia do grupo é por uma situação caseira, mas sem descartar a possibilidade de apoiar alguém de fora.

Bastidores: Nos bastidores, o nome do empresário Alan César é a preferencia da cúpula e o mais próximo da unanimidade, resta saber o interesse de fato do jovem empresário em relação ao tema, pois o tempo está passando para apresentação e construção de um nome.

Contra gosto: Como já falamos em outras oportunidades, no grupo verde tem quem queira colocar o nome à disposição para candidatura a deputado Estadual, mas nem de longe teriam a proximidade de preferencia dentro grupo, como o empresário Alan César tem. Nos bastidores da câmara de Santa Cruz do Capibaribe, nomes que tiveram mandatos por outros grupos, a exemplo do vereador Capilé da Palestina (PSD) e do ex-vereador Luciano Bezerra, seria a contra gosto de muitos carneirinhos importantes, caso conseguissem o aval da disputa em 22.

Não participou: Parece que o ex-vereador Afrânio Marques (PDT) é um dos excluídos desses tipos de discussões, pois em entrevista ao programa Contraponto, da Rádio Comunidade FM, na última quinta-feira, 15/07, o ex-parlamentar ao ser questionando se ainda integra o grupo Verde, ele devolveu a pergunta, “Que grupo?”, pois segundo Afrânio “Um grupo senta junto, caminha junto, conversa junto”, o que não estaria ocorrendo.

Só o PDT: Questionado, por este colunista, se estaria participando das reuniões do grupo Verde, principalmente as que tratam sobre 2022, Afrânio destacou: “o único grupo que tenho participado de reuniões é o do PDT”.

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor.

Postado por: Walter Miro

14 de julho de 2021

RESUMÓRIO – com o professor Tenório

 

 

NEM AJUDOU NEM ATRAPALHOU – Após receber notificação da prefeitura para apresentar alvará para a reforma que está fazendo e título de propriedade do espaço onde funciona sua ONG, a vereadora Nega disse que o ex-prefeito Edson Vieira nunca ajudou, mas também nunca atrapalhou. Ao mesmo tempo em que ela diz que Edson nunca ajudou, diz que ele disponibilizou o espaço para construção do abrigo. Bem contraditório… E olha que o ex-prefeito Edson Vieira se solidarizou com a vereadora no seu programa de rádio semanal.

 

POLÊMICA NO LIXO – Allan Carneiro denunciou a gestão municipal de suposto descarte irregular de lixo contaminado, pautou as discussões políticas da cidade, virou meme e, certamente, fará com que o pessoal que trabalha no governo pelo menos jogue o lixo no dia correto da coleta. Se acontecer mais alguma coisa, dependerá do MP e da polícia que foram acionados para averiguar a situação.

 

CADA UM DE SEU LADO – Como de costume, os vermelhos só viram erros na denúncia e os verdes só viram os acertos da denúncia. Tomara que algum dia todo mundo veja tudo!

 

CANDIDATO VERDE – Os maldosos disseram que se em vez de mexer no lixo Allan Carneiro estivesse articulando a candidatura para estadual dos verdes, seu grupo já teria definido se vão de candidatura própria com um filho da terra ou com alguém de fora.

 

TRANSPORTE E ESTRADA – Primeiro foi um ônibus escolar, agora é o asfalto da Rua Francisco Barros que está no meio de mais uma disputa de paternidade de obra. O ex-prefeito garante que deixou o dinheiro já empenhado. A atual gestão executa a obra como se fosse conquista do grupo Taboquinha. Eles que lutem, o povo quer as melhorias para cidade independentemente de quem conquistou.

 

TODO MUNDO TÁ FELIZ – Nunca antes na história dessa cidade um asfaltamento de uma rua deixou tanta gente feliz! O ex-prefeito Edson Vieira comemorou o asfaltamento da rua Francisco Barros nas redes sociais. Assim como o vereador Carlinhos da Cohab que disse que foi um requerimento seu solicitando essa pavimentação. Naturalmente, o prefeito Fábio Aragão também ficou feliz com a ação.

 

NEM TODO MUNDO TÁ FELIZ – A história de que a prefeitura perdeu uma emenda de dois milhões de reais tirou a alegria de muita gente. A novidade foi dita pelo ex-prefeito Edson Vieira. O departamento de explicação de problemas na gestão atual ainda precisa melhorar. Às vezes, quem vai explicar alguma coisa confunde mais ainda a situação. O caso dessa emenda é apenas mais um exemplo. O que nos resta é aguardar as cenas do próximo capítulo da polêmica dos milhões.

 

PLATEIA – Em poucas cidades do porte de Santa Cruz vocês verão plateia para assistir asfaltamento de rua. Desde o falado paletó preto colocado na Av. 29 de Dezembro que isso acontece. Fico curioso para saber o que eles tanto conversam nessas horas. Uns devem dizer que foi graças ao requerimento de seu vereador, outros que foi uma luta do ex-prefeito e outros devem dizer que tudo isso só acontece graças ao novo tempo.

 

PERDER É RUIM DEMAIS – Um dia desses, numa mala futebolística, um vereador chegou na roda de conversa e cumprimentou quase todos e se sentou para participar da mala. Só esqueceu de cumprimentar o seu líder político que perdeu a eleição para prefeito ano passado. Na verdade, nem percebeu a presença dele na conversa. O vereador foi verdinho nessa situação, mas acontece. Só sei que perder é ruim demais.

 

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

 

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade de seu autor

 

Postado por: Walter Miro

12 de julho de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

 

Acredita: Sempre que o ex-vereador Galego de Mourinha (PP) concede entrevista rende pauta e não foi diferente a que concedeu ao programa Cidade em Foco, na Rádio Vale, da última quarta-feira, 07/07. Na ocasião, Galego deu a entender não está chateado por ficar fora da gestão (sem cargos) e diz ainda acreditar assumir o cargo de vereador ao qual recorre na justiça.

Meu candidato: Ao ser questionado quem seriam os seus candidatos, principalmente os deputados, Galego não titubeou e afirmou que seus candidatos “seriam Fábio Aragão”, ou seja, todos que o prefeito de Santa Cruz apoiar.  

Muito a contribuir: Ao falar sobre nomes que não estão com cargo na gestão, a exemplo de José Augusto Maia, Galego apontou que quem é do grupo Taboquinha tem muito a agradecer a Zé e “A equipe não é eterna, ele (Prefeito Fábio) montou uma equipe, não quer dizer que não participe futuramente”. Ainda segundo o ex-vereador, nomes como Zé e Toinho tem muito a contribuir.

Tem mais?: Após o pulo de do ex-vereador Dr. Nanau e especulação nos bastidores de uma possível adesão do ex-vereador Zé Minhoca ao governo Fábio Aragão. O vereador Carlinhos da COHAB (PP) apontou, no quadro Pinga Fogo, da última sexta-feira, 09/07, que o ex-vereador e secretário de governo da gestão Vieira, Francisquinho, estaria “chateado” com o líder Boca Preta, Edson Vieira (PSDB), deixando a entender que ele poderia ser uma futura adesão ao grupo Taboquinha.  

Com motivos: Enquanto o grupo Taboquinha aumenta suas fileiras ou mostra potencial pra isso, quem nitidamente não está bem na gestão é secretária de saúde, Lívia Borba. Nitidamente, todas as munições externas e internas estão contra sua condução na referida pasta, e, diga-se de passagem, a maioria absoluta com fortes argumentações. 

Pressionado: Em sessão ordinária realizada na Câmara de Brejo da Madre de Deus na última quarta-feira, 07/07, o vereador Coió (DEM) ao usar a tribuna demostrou ter sido pressionando pela população sobre as famosas CEIs (Comissões Especiais de Inquéritos) que tem por objetivo investigar o as dívidas deixadas pelo ex-prefeito Hilário Paulo (PSD), em relação aos pagamentos de dezembro dos funcionários do município e ao IPRESB. 

Eu assino: Segundo o vereador Coió, ele assinará qualquer CPI ou CEI que investiguem desmandos e “quem dever que pague”. Só lembrando que as famosas CEIs tiveram o parecer de irregularidade pelo jurídico da casa, mas os vereadores da bancada de situação afirmaram que iriam reapresentar o requerimento com as devidas assinaturas, inclusive com a assinatura do vereador oposicionista, Coió.

Pegou mal: O vereador oposicionista Manoel Bento (PCdoB), aliado do ex-prefeito Hilário, afirmou na tribuna que sua bancada não “entrará” em ser favor de uma CEI para investigar a gestão passada, sem a atual gestão entregar informações solicitadas e resolver os problemas dos referidos salários. Como uma coisa não tem nada haver com a outra e o referido vereador demonstrou que o pensamento é de toda bancada, a fala de Manoel Bento vem repercutindo muito mal entre grande parte dos funcionários públicos do município.

Repetindo: Como sempre venho deixando minha opinião sobre o tema, desta feita vou me dirigir especificamente ao vereador Manoel Bento, mas sem deixar de ser extensivo aos demais vereadores. É imoral a forma como a gestão do prefeito Roberto Asfora (PL) está negociando os salários atrasados com os servidores públicos, mas esses mesmos funcionários merecem saber o que de fato ocorreu em dezembro com seus provimentos atuais e com a previdência que é o seu futuro.  

Inusitado: O vereador e líder do governo de Brejo da Madre de Deus, Robertinho Asfora (PL), usou a tribuna da Casa de Leis para cobrar do presidente da Câmara, Silvano, a pedido do responsável da pasta de meio-ambiente, os representantes da casa de Lei que irão integrar o CONDEMA (Conselho Municipal de Meio Ambiente). Contudo, o presidente Silvano apresentou o ofício, com protocolo da prefeitura, enviado no dia 5 março, com os nomes dos vereadores: Maria José (PP) e Ismar Aguiar (PSL). Parece que a gestão Asfora não está muito sintonizada no quesito comunicação interna. 

Apelo: O vereador oposicionista Laelson do Sindicato (PT) fez o discurso mais contundente ao usar a tribuna na última quarta-feira, 07/07, fazendo apelos importantes ao Prefeito Roberto Asfora, entre eles: Retirar o artigo da extinção da segregação de massa do projeto que aumenta alíquotas do IPRESB, enviar a Câmara um projeto de parcelamento da dívida do IPRESB e analisar com carinho a proposta dos sindicatos referente ao salário atrasado de dezembro e décimo terceiro dos servidores públicos municipais.   

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

7 de julho de 2021

RESUMÓRIO – com o professor Tenório

 

 

NÃO ESTÁ SENDO FÁCIL – Eu pensei que difícil estava sendo entregar cópia da licença de construção do atacadão a vereadora Jéssyca Cavalcanti, mas resolver os problemas do TFD, como diria a cantora Kátia, não está sendo fácil. Toda semana é um muído diferente. Parece que até Carlinhos da Cohab perdeu a paciência com esse assunto.  

 

DE VOLTA – Quem está de volta ao grupo Taboquinha é o ex-vereador e ex-secretário de saúde, Dr. Nanau. Já deu algumas sugestões publicamente de como melhorar umas questões na pasta da saúde. Voltou com tudo, inclusive com as duas orelhas. Só entenderá o porquê das duas orelhas quem acompanha a política da cidade há algum tempo. Os Taboquinhas já aderiram à hashtag, Dr. Nanau, #nuncacritiquei.

 

CAMALEÃO – O vereador Capilé da Palestina recentemente disse que será oposição ao Governo Fábio Aragão para o que for ruim para população e será situação para o que for bom. É o vereador camaleônico. 

 

TODO DIA – Não sei se por que será oposição e situação nesse mandato ou apenas por que tem muito a dizer, o fato é que Capilé agora terá um programa de rádio diário, não mais uma vez por semana como vinha acontecendo. Carlinhos da Cohab e Jéssyca Cavalcanti devem ser ouvintes assíduos, pois gostam muito do desempenho de Capilé conduzindo as discussões políticas, SQN.  

 

VISITA MÁGICA – O prefeito Fábio Aragão, o vice Helinho Aragão e o Secretário de Projetos Especiais da gestão municipal, chamado carinhosamente por Ernesto Maia de “Mister M” foram a Brasília. A mágica será revelada e podem esperar muita coisa boa para a cidade. Não vai parar em um milhão para reativação do matadouro não.  

 

MELHOROU – Não sei se 70%, como dito pelo prefeito, mas as muriçocas deram uma diminuída significativa e as reclamações com postes apagados e ruas escuras também diminuíram. Quando o trabalho é feito, o povo reconhece. Quando só dão desculpas, o povo conhece. 

 

#RESOLVIDO – O semáforo da Avenida 29 de Dezembro foi finalmente colocado no lugar. Os maldosos vão dizer que só foi especular o nome de Zé Minhoca para pasta de mobilidade que a solução apareceu. Há quem acredite que mais nomes da gestão passada estão de malas prontas para o reino vermelho.  

 

ASSIM NÃO – Sobre a especulação de nomes Bocas Pretas assumirem cargos de primeiro escalão, alguém que não lembro quem, do grupo vermelho, disse que se quisesse os azuis administrando a cidade teria votado em Dida de Nan.  

 

COMO ANTES – O auxílio para artistas foi finalmente aprovado na Câmara de Vereadores de Santa Cruz. Se não agilizarem esse pagamento, vai ficar igual gestão passada, que os artistas se apresentavam no São João e só recebiam meses depois.

   

OBRIGADO POR ME ESQUECER – Em uma não tão distante entrevista ao comunicador Marcondes Moreno, o ex e quase atual vereador Galego de Mourinha, agradeceu ao prefeito Fábio Aragão por não convidá-lo para fazer parte do governo. Se tivesse sido convidado lá no início, para ajudar, teria aceitado. Galego sabe que precisa cuidar dos seus negócios e que o serviço público praticamente exige exclusividade. Pois ‘Zé’, nem todo mundo no grupo Taboquinha ficou feliz por não ter sido convidado.  

 

BASTIDORES – Diferentemente do que tem acontecido em Taquaritinga do Norte, com João Eugênio criticando publicamente o prefeito Lero e a Secretária Cíntia, aqui em Santa Cruz a insatisfação e as mágoas com atitudes da gestão ficam apenas nos bastidores da política, esperando o momento certo ou oportuno para virem à tona. 

 

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

 

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

 

Postado por: Walter Miro

5 de julho de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

 

A resposta: Chegamos ao segundo semestre de 2021 e a expectativa é de como o governo Fábio irá se comportar a partir de então. Pois o discurso de “herança maldita” e necessidade de “arrumar a casa” já não chegam bem aos ouvidos da população e a marca da gestão, de forma propositiva, precisa ser sentida de forma contundente. 

Principalmente: É nesse ponto que a parte política e de comunicação do Governo precisam funcionar de forma mais eficaz que no primeiro semestre, servindo principalmente como suporte para o bom andamento da parte técnica e administrativa da gestão, que foram por demais questionadas. 

Dosagem: O prefeito Fábio Aragão (PP) precisará refletir sobre as peças da gestão, fazer o governo fluir e sair da fase travada, mas principalmente encontrar a dosagem perfeita entre a parte técnica e a política. 

Na bronca: Enquanto isso, a oposição continua na bronca no que diz respeito à “transparência” das ações da gestão Fábio. O mais recente questionamento se deu por parte da Vereadora Jéssyca Cavalcanti (PSDB) em relação à condução na formação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano pela Gestão Municipal. Necessário lembrar que o referido conselho é peça importante para o projeto da ampliação do perímetro urbano que afeta diretamente a denominada Serra do Exu, assim como o andamento do empreendimento do Atacadão. 

A licença: Outro ponto que a vereadora Jéssyca Cavalcanti continua na bronca é em relação ao pedido de informação referente à licença de construção do empreendimento do Atacadão. Segundo a vereadora, o documento está entre as solicitações de informações feitas pelos vereadores, mas que ainda não foi cedido pela gestão municipal. 

É lei: Em entrevista ao programa Estúdio Livre, na Rádio Polo, da última sexta-feira, 02/07, o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Marcelino Cumaru, explicou que será necessário encontrar uma forma para entrega do documento solicitado pela vereadora, pois segundo Cumaru existe uma lei, sem especificar qual, que dificulta o que podemos chamar de “exposição” do documento da licença de construção. 

Recursos próprios: Por falar em Marcelino, o secretário aproveitou a referida entrevista para destacar futuras ações de sua pasta, mas uma chamou a atenção. Pois segundo o secretário, o município não reenviará o projeto de concessão do matadouro que sofreu alteração com a emenda da oposição, para construção de um novo matadouro em outro local, e irá reformar o atual prédio com recursos próprios.     

Outubro: Em entrevista ao programa Cidade em Foco, na Rádio Filadélfia FM, o prefeito Fábio Aragão apontou que o município planeja voltar às aulas, de forma hibrida e através de rodizio, a partir de outubro do corrente ano. Mas que tudo estaria sendo monitorado para referida volta, a exemplo da vacinação das duas doses dos funcionários da educação, reformas nas instituições de ensino e discussões com a comunidade escolar.  

Vem bronca?: Sem um dia de sossego, a gestão municipal ainda não se pronunciou sobre os “questionamentos” levantados pela vereadora Jéssyca Cavalcanti e o ex-vereador Ernesto Maia, no programa Oposição em Ação do último sábado, 03/07, em relação a uma funcionária que estaria com vínculos empregatícios em dois munícipios, supostamente de forma irregular. Entre os questionamentos dos integrantes do programa está o de como seria o expediente da referida funcionária no munícipio de Santa Cruz do Capibaribe.

Investigada: Ainda segundo o ex-vereador Ernesto Maia, a funcionária é uma das pessoas que está sendo investigada no famoso caso de desvio de vacinas no munícipio de Brejo da Madre de Deus.    

 

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

30 de junho de 2021

RESUMÓRIO – com o professor Tenório

 

CERTIDÃO DE NASCIMENTO – Sem perder tempo, ao ver o prefeito Fábio Aragão anunciar um ônibus para o transporte escolar vindo de emenda da bancada pernambucana, mas sem citar nome de deputado, o ex-prefeito Edson Vieira apresentou rapidamente a “certidão de nascimento” comprovando a paternidade do ônibus, nascido de uma emenda de seu aliado, o ex-deputado federal, Bruno Araújo.

MINI POLÊMICA – O anúncio de obras ou serviços oriundos de adversários políticos sempre rende uma mini polêmica política, pois nem todos se sentem à vontade de citar ou reconhecer o trabalho dos adversários. Uns citam, outros nem sempre. Até acusação de boicote às vezes aparece. Como diria a Sandra Annenberg, que deselegante!

THE BEST – O futebol nos mostra que nem sempre o melhor vence, a França na Eurocopa que o diga. Mas falando de política, que é um pouco diferente, Capilé da Palestina foi eleito o melhor presidente de Câmara entre as cidades da região.

A ESCOLHA – Em tempos de premiações compradas, importante esclarecer como e onde foi a escolha. Na verdade, foi uma constatação, numa mala entre pessoas que acompanham política diariamente, após analisar o desempenho dos presidentes das câmaras de Jataúba, Brejo da Madre de Deus, Toritama, Taquaritinga e Santa Cruz.

DIVERGÊNGIAS – Naturalmente, muita gente vai discordar do título. Parabenizem Capilé ou lamentem pelas câmaras das outras cidades. Mas para tentar ser um pouco justo, acompanhem as reuniões, a condução e as polêmicas em todas as casas legislativas analisadas.

PRESTANDO CONTAS – A propósito, quem vive dizendo que vereador não faz nada, mas nunca acompanhou uma sessão da câmara ou até mesmo alguma reunião das comissões, teve prestação de contas na Câmara de Santa Cruz e quem não acompanhou, olhe pelo menos as redes sociais dos vereadores e vejam a produção deles nestes primeiros seis meses do mandato. Tem muito projeto e solicitação bacana e importante. Agente critica pra caramba, mas também precisa reconhecer o trabalho de todos.

INVISÍVEIS – Aqui muito já se falou numa mão invisível guiando os rumos da Câmara de Vereadores. Em Taquaritinga, não é só uma mão invisível, lá um servidor da Câmara era taxado de ser detentor do manto da invisibilidade. Na Dália da Serra, o servidor invisível apareceu após questionamento do vereador oposicionista Hélio de Novo. Em Santa Cruz, quando querem buscar informações sobre perímetro urbano e Serra do Exu, todo mundo sabe onde encontrar a mão invisível.

O SILÊNCIO – Enquanto alguns políticos pelejam para estar na mídia, outros conseguem virar pauta até quando se calam, porque o silêncio deles grita, como por exemplo, Zé Augusto e Carlinhos da Cohab. O vereador do povão, soldado mais combativo da gestão Aragão anda meio calado ultimamente, dando a entender que está insatisfeito com a gestão ou, no mínimo, com alguma situação específica dentro do governo.

CALADINHO – Ernesto Maia está chamando Carlinhos de “Caladinho da Cohab”, por ele não se posicionar diante de pautas negativas do governo. Eu não sei o que está acontecendo, mas em se tratando de defender o governo, Carlinhos é o camisa dez do time lá na Câmara. Um desfalque momentâneo muito importante num campeonato longo de quatro anos e com adversários fortes e experientes.

INÍCIOS CONTURBADOS – Um dia desses, Allan Carneiro chegou a dizer numa entrevista na Rádio Polo que esse era o pior início de gestão em Santa Cruz do Capibaribe. O prefeito do Brejo da Madre de Deus, Roberto Asfora, também não vive um de seus melhores momentos a frente do executivo. Escândalo de desvio de vacina e pedido de cassação de chapa de aliados não podem ser colocados na conta do ex-prefeito Hilário Paulo.

ESTATÍSTICA – A equipe do prefeito Fábio Aragão na campanha era a melhor equipe de análise estatística, com pesquisas que apontavam resultados precisos. Mas como o prefeito chegou à conclusão de que as muriçocas em Santa Cruz diminuíram 70% eu não sei e nem imagino como chegaram a essa conclusão.

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

28 de junho de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

Sorriso no Rosto

Vibrando: O ex-prefeito Edson Vieira (PSDB) está com o sorriso largo, pra quem vem acompanhando as redes sociais do ex-prefeito e aliados assim como quem acompanhou o programa semanal de Edson Vieira no último sábado, 26/06, sentiu a vibração com as contas de 2014 que foram aprovadas pelo TCE-PE (Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco).

50%: A conta de 2014 se somam as de 2013, 2016 e 2018, ou seja, quatro contas dos oitos anos da gestão Edson Vieira foram aprovadas, meio caminho andado. Faltam agora 50%. Contudo, perceptível que, das quatro, o ano de 2013 é a mais simbólica.

Simbólica?: Exatamente, pois o ex-prefeito consegue ter a conta do ano em que os vereadores a época: Carlinhos da Cohab, Deomedes Brito e Ernesto Maia (Denominados pelos próprios de trio parada dura) denunciaram o famoso “Escândalo da KMC”, com apenas três meses de governo e que ocasionou o bloqueio dos bens de Edson Vieira.

Contundentes: No uso da Tribuna da Câmara e no programa Oposição em Ação de todos os sábados (É só conferir matérias jornalísticas e áudios da época), o vereador Carlinhos da Cohab e o ex-vereador Ernesto Maia eram os mais contundentes, deixando sempre transparecer o orgulho de ter economizado o dinheiro público com a denúncia da KMC e os bens bloqueados do ex-prefeito.

Tem que comemorar: O ex-prefeito Edson Vieira tem que comemorar mesmo cada conta aprovada. Pois nelas existe a simbologia de derrubar as constantes denúncias que os vereadores Carlinhos da Cohab e o ex-vereador Ernesto Maia faziam a cada ano, e que podemos enumerar em uma vasta lista. Os referidos vereadores, há época, contribuíram para o imenso desgaste que Edson ainda têm em nosso município.

Sem condenação: Mesmo com a vasta lista de denúncias feitas pelo vereador Carlinhos da Cohab e o ex-vereador Ernesto Maia, no decorrer dos últimos oito anos, as quatro contas aprovadas somam ao discurso que o ex-prefeito Edson Vieira propaga em suas redes sociais, entrevistas e no seu programa de rádio de que “não tem condenação” e suas certidões estão em dias para as próximas batalhas eleitorais.

Injustiça?: Ao falar no programa a Hora do Povo do último sábado, 26/06, das suas certidões em dias e da aptidão para disputar uma eleição, o ex-prefeito Edson Vieira começa a construir a narrativa da “injustiça” do julgamento popular ocasionado à sua pessoa, principalmente pelas denúncias feitas, pelos vereadores à época: Carlinhos, Deomedes e Ernesto.

À vontade: Mas apesar de todo contexto histórico político acima relatado, principalmente de denúncias e desgaste ocasionado ao ex-prefeito Edson Vieira, é necessário dizer que o ex-vereador Ernesto Maia está à vontade no grupo Boca Preta. Em pouco tempo, usando de estratégias semelhantes contra o prefeito Fábio, Ernesto vem ganhando admirados dentro do eleitorado azul.

Adaptado: Não demorou muito e o ex-vereador Nanau já está adaptado novamente no grupo Taboquinha, após um vídeo de basicamente “boas vindas” no gabinete do vereador Carlinhos da COHAB, foi a vez do deputado estadual Diogo Moraes (PSB) agradecer a Nanau por está ao seu lado “nessa caminhada”.

Indefinido: Por falar em Carlinhos da Cohab, a vereadora Jéssyca Cavalcanti (PSDB) relatou no programa Oposição em Ação do último sábado, 26/06, que o parlamentar teria reconhecido, em reunião na CDL, que o projeto de ampliação do perímetro urbano estava mal elaborado e que o poder executivo fez bem em retirar, assim como ainda não tem voto definido em relação ao projeto. Um coisa é certa, Carlinhos sabe se fazer observado quando não está no centro das atenções, pois é um nome importante para o governo na Câmara e qualquer ação potencializa uma possível insatisfação ou lua de mel com a gestão.

Cadê?: A vereadora Jéssyca Cavalcanti (PSDB) vem questionando a falta de agilidade da secretária de Desenvolvimento Urbano, Beatriz Arruda, na entrega de um documento específico solicitado pela parlamentar, no que diz respeito ao projeto da ampliação do perímetro urbano da cidade. Estamos falando da licença de construção do empreendimento do Atacadão no município, justamente na área que o poder executivo pretende ampliar e que está localizado na denominada Serra do Exu, uma área de conservação ambiental.

Comemorando: O prefeito Fábio Aragão (PP) vêm comemorando a entrega do Auxílio Municipal Emergencial e da apresentação do projeto do Auxílio Emergencial para cultura, com investimento de 80 mil reais que tem por objetivo beneficiar cerca de 100 artistas.

Falta agilidade: Esse é o principal questionamento dos vereadores de oposição, pois para eles faltou agilidade na entrega do Auxílio Municipal Emergencial, assim como na apresentação do projeto para o Auxílio da Cultura. Como podemos perceber o mantra de “Quem tem fome tem pressa” será muito lembrado ainda pelas oposições.

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor.

Postado por: Eliton Araujo

23 de junho de 2021

RESUMÓRIO – com o professor Tenório

 

 

SAGA – A discussão sobre ampliação do perímetro urbano de Santa Cruz do Capibaribe, misturada com a construção do Atacadão na serra do Exu, segue sem data para acabar. Já teve reunião na Câmara de Vereadores, reunião na CDL, debates, entrevistas e análises em programas políticos de rádio e em plataformas digitais e, segundo bastidores, o que tem surtido mais efeito no tocante a convencimento das pessoas é uma ligação telefônica. 

 

O HOMEM É BOM – Oseas Moraes é reconhecido por muitos como um dos políticos de nossa cidade com melhor discurso. A oratória do ex-deputado estadual entrou em cena, mas dessa vez não foi em cima de um palanque, foi através de ligação telefônica explicando para algumas pessoas a situação que envolve o empreendimento Atacadão.

 

LIGA PRA ELA – Ao que tudo indica, se Oseas Moraes ligasse para vereadora Jéssyca Cavalcanti, o negócio ficaria bem adiantado. Segundo relatos, ele explica bem direitinho e consegue tirar todas as dúvidas das pessoas. 

 

FESTIVAL DE MEMES – Por falar na ‘Mulher de Coragem’, quando a vereadora Jéssyca fizer a primeira feira no Atacadão, pode se preparar para o festival de meme. A turma da palestina vai ganhar mais um capítulo no documentário sobre o bairro. 

 

FIM – Era tanto título de capitalização na cidade e região que eu estava vendo a hora lançarem por Bairro, São Cristóvão da Sorte, Dona Dom Cap, Malhada Premiada. E num é que do nada, eles acabaram por tempo indeterminado. Seriam tão bom se as muriçocas tivessem o mesmo fim.

 

SÃO JOÃO EM CASA – Em meio a dias tão difíceis, com a perda de tantas pessoas queridas, a Rádio Polo leva alegria para as casas das pessoas através do projeto ‘São João em Casa’, que permanece com a tradicional e desastrosa cantoria dos colaboradores da emissora.

 

SEM VOTO EM CASA – Na tradicional e desastrosa cantoria dos colaboradores da Polo, dois participantes têm uma vasta experiência em ser testados nas urnas, porque já se candidataram várias vezes para cargo eletivo. Curioso que um deles não recebeu nem o voto do filho como melhor cantor.  Ele pode ser um péssimo cantor, mas educou muito bem o filho. Afinal, mentir é feio mesmo. 

 

DIFÍCIL – Encontrar alguém que cante bem na Polo, alguém que consiga acabar com as muriçocas da cidade ou assumir a Secretaria de Saúde sem receber um milhão de críticas está cada dia mais difícil. Encontrar o Lázaro Barbosa nem se fala. 

 

TRADIÇÃO – E a tradição no Brejo da Madre de Deus é tão grande em cassar mandato de político que dessa vez querem no atacado, uma chapa inteira. O rolo é com o PL, mas especificamente sobre os 30% de representantes mulheres no partido. Na política, a modinha agora é dizer que está dormindo tranquilo. Os três vereadores eleitos pelo PL estão dormindo tranquilos e certos de que conseguirão reverter a decisão em instância superior. Se eles estão tranquilos, imagine nós!

 

RECORDE – E nós, santa-cruzenses, atingimos hoje a incrível marca de mais de uma semana sem descoberta de um gato envolvendo a administração pública ou parlamentar. Vamos celebrar, pois agora sim, ‘estamos vivendo um novo tempo’.

 

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor.

Postado por: Walter Miro

21 de junho de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

O alvo

O alvo: Na sessão da Câmara de Taquaritinga do Norte da última quinta-feira, 17/06, o presidente da Câmara Demir (PDT) foi o principal alvo dos discursos da oposição e membros da mesa diretora, entre eles os “aliados” de grupo. Entre os principais pontos destacados nos discursos estavam o agir sem ouvir os pares, ou seja, a denominada falta de diálogo.  

Resposta: Após ser cobrado publicamente pelo vice-presidente da mesa diretora da Câmara de Taquaritinga, Eraldo da Pedra Preta (PSB), o presidente Demir prestou contas do primeiro quadrimestre da casa de leis na última sexta-feira, 20/06.  

Estreou: No último sábado, 19/06, o programa “voz de Taquaritinga”, na rádio Farol FM, das 13:30 às 17h, liderado pelos vereadores de oposição: Amauri de Mino (PSD), Guilherme Cumaru (PSD), Hélio de Novo (PSD) e Natália de Luquinha da Saúde (PTB). Em sua estreia o programa contou com participações de convidados, a exemplo do ex-prefeito de Taquaritinga, Jânio Arruda (PSD), do ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), a deputada Alessandra Vieira (PSDB) e os ex-vereadores Batata (PTB) e Luquinha da Saúde. 

Desproporcional?: E na estreia do programa o vereador Guilherme Cumaru trouxe um cálculo curioso da prestação de contas do primeiro quadrimestre. Pois segundo o parlamentar, nos primeiros quatro meses os vereadores de situação, juntos, receberam mais de 9 mil em diárias, e os de oposições, juntos, não chegaram a dois mil. 

Tinha: Ao observar o montante das diárias, Guilherme afirmou que muitas vezes os vereadores de oposição solicitaram diárias para seus trabalhos parlamentares e foram negadas e a questionar a “desproporcionalidade” a justificativa teria sido, segundo o parlamentar, de que quando os vereadores de situação solicitaram ainda tinham dinheiro e quando a oposição solicitou, não tinha mais. 

Preferência: Informações de bastidores dão conta que um novo nome surge no grupo Gravatinha visando à cabeça de chapa do pleito de 2024, Julião do Cartório. Em conversa com um vereador da bancada, ele afirmou que o nome de Julião conta com a preferência de quatro vereadores e alguns membros do grupo. 

Assando: Com a informação repassada a esse colunista, é perceptível que o nome de Batata começa a assar para o pleito de 2024, dentro do grupo Gravatinha. Ainda segundo uma das minhas fontes no grupo azul, o ex-vereador, nem de longe, é preferência dentro da atual bancada de vereadores para encabeçar uma chapa futura.  

Morde e…: Assopra, esse foi o termo utilizado pelo vereador oposicionista Ronaldo Cesar (PSD) em relação ao vereador da terceira via Milton Cícero e seus posicionamentos políticos. Ronaldo não é a primeira pessoa do mundo político de Taquaritinga, principalmente da oposição, a questionar a falta de clareza nos posicionamentos de Milton em relação se o mesmo seria de fato oposição ou situação, o ex-vereador Batata já havia feito este questionamento. 

Destaque: Descendo a Serra da Dália e chegando a terra das confecções, perceptível o protagonismo do grupo Carneirinho nas últimas semanas e o destaque na condução do projeto de ampliação do perímetro urbano da cidade, bem como a discussão sobre o empreendimento do Atacadão x Proteção ambiental da Serra do Exu. 

Sem entender: Por outro lado, a bancada Boca Preta demorou pra montar um discurso que se fizesse entender sobre o referido tema e deu espaço para a construção da narrativa de que “seriam contra” o empreendimento do Atacadão e a geração de emprego, em especial nas comunidades próximos a Serra do Exu, ao grande público. Pra piorar, teve que atacar integrantes do grupo verde, colocando na berlinda a bancada que vinham conquistando o apoio de alinhamento em algumas matérias.   

Impressionante: Como o grupo Taboquinha não consegue ser protagonista da discussão e construção do diálogo de um tema tão importante para o município, deixando de mão beijada um grupo opositor surfar na condução do processo. A gestão precisa de uma chacoalhada urgente na parte política, que tem Jason lagos à frente, pois a mesma está afetando diretamente a imagem da parte administrativa, antes que a boiada passe.  Esses elementos alimentam os bastidores políticos de Santa Cruz que fervem em relação à situação política do prefeito Fábio Aragão.  

Fiquem ligados: Nas curtinhas em áudio que vão ao ar às 16h, na rádio Polo FM, nesta segunda-feira, 21/06, traremos pontos importantes da política de Brejo da Madre de Deus e Jataúba, assim como a situação do Deputado Diogo Moraes x a Família Vieira no grupo de situação em Jataúba. 

As opiniões expressas nesta coluna é de responsabilidade de seu autor

Postado por: Eliton Araujo

17 de junho de 2021

Resumório – Com professor Tenório

RESUMÓRIO ANIMALESCO

BALAIO DE GATO – Nos últimos dias, a vereadora Nega da ONG denunciou um gato (ligação elétrica irregular) na Secretaria de Mobilidade Urbana. O chefe de gabinete ligou para o eletricista que fez essa ligação, fora do expediente de trabalho, no prédio que seria a Secretaria, e comunicou sua demissão via Embratel. O secretário de Mobilidade deixou o cargo à disposição e o prefeito o exonerou.

BALAIO DE GATO 2 – O vereador Carlinhos da Cohab denunciou um gato na ONG da vereadora Nega. No gato dois, até o momento, ninguém foi punido. Nos dois gatos, foram apresentadas versões diferentes por parte dos envolvidos e tudo foi parar na delegacia. É cobra engolindo cobra e uns e outros tendo de engolir sapo.

NÃO CAI – Derrubar eletricista e a serra do Exu, que é uma área de preservação, é fácil.Quero ver derrubarem parente de prefeito que atende as pessoas dando patadas.

REFORMA – Na próxima reforma eleitoral é imprescindível que tenha eleição para primo de prefeito. Eles são muito importantes na administração pública de uma cidade, talvez essenciais.

GESTÃO ANIMAL – O curral da Prefeitura de Santa Cruz foi arrombado recentemente e os criminosos tentaram roubar animais. Esses últimos dias foram ‘o bicho’ pra gestão de Fábio Aragão. Só faltava alguém virar jacaré de verdade após ser vacinado.

ARARA – Jacaré não, mas teve gente com seu agendamento para vacinação marcado para o último sábado, por erro do sistema, pois não há vacinação nos fins de semana, que ficou uma arara quando chegou ao local e constatou que não tinha vacinação, nem informação.

LINDOS – Eu lembro que na campanha, muitas adolescentes achavam Augusto Maia, Helinho e Fábio Aragão muito bonitos, só não sei se elas imaginavam que durante o período da gestão ia aparecer tantos gatos assim.

LOTADOS – Muriçoca nas casas do povo e militante em estúdio nos programas políticos de rádio nos fins de semana tem com força. São políticos criticando outros políticos pela falta de competência no enfrentamento à pandemia e dando um péssimo exemplo. Pior seria se melhor não fosse.

LIVE DA VERDADE – O prefeito Fábio Aragão fez no último domingo uma live chamada de ‘Live da verdade’, para falar sobre vários assuntos de sua gestão. Acabou comprometendo a boa repercussão das ações do governo quando disse que recebeu proposta de propina, mas não revelou de quem. Se continuar no embalo desses últimos dias, a próxima live será uma Fábula.

ENQUETE MENTAL – Qual nome você sugere para a próxima live do prefeito Fábio Aragão, live dos gatos, da honestidade, da economia de recursos, das muriçocas, do pagamento de servidores em dias e com calendário, das ruas escuras, do matadouro, da serra do Exu, das licitações demoradas, do kit merenda atrasado ou live do novo tempo? Se tiver mais alguma sugestão, vai pensando aí.

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões expressas nesta coluina, são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Eliton Araujo

14 de junho de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

 

Terça-feira: Existe uma forte expectativa de que o projeto de concessão do direito real de uso para exploração dos serviços públicos do Matadouro Público de Santa Cruz do Capibaribe suba para discussão e votação na próxima terça-feira, 15/06.  Falando no popular, o projeto tem por objetivo conceder, após uma concorrência, o matadouro aos cuidados e gerência de uma empresa privada para os próximos 10 anos, contudo, esta teria ou terá que fazer uma reforma no referido ambiente dentro das exigências do bom funcionamento, solicitadas pelos órgãos competentes.

Alternativa: Nos bastidores da Casa de Leis, é notório que a maioria dos vereadores de oposição vêm apontando que não são contra a concessão do direito real de uso para exploração dos serviços do Matadouro por parte de uma empresa privada, mas que não aceitam uma reforma no atual prédio e sim a construção em um novo local. A bancada Boca Preta elaborou uma emenda nesse sentido e os principais argumentos são os pontos que levaram a interdição do matadouro pelos órgãos competentes no período.

Apoio: Com as narrativas construídas sobre a importância do projeto, entre eles a agilidade e interesses para os custos de uma reforma, frente ao tempo de construção e interesses para os custos de um novo matadouro por parte de uma empresa privada, visivelmente o poder municipal conquistou o apoio da categoria que trabalha diretamente no setor econômico.

Suficiente?: Mais uma vez a narrativa do poder executivo foi mais bem construída que o da oposição, em relação à conquista dos interessados, assim como ocorreu com o projeto Auxílio Municipal Emergencial (que ainda não está beneficiando as pessoas). Resta saber se essa “pressão” e jogar de “responsabilidade” pra cima do poder legislativo será suficiente para aprovação do projeto.

Mais polêmica: Mal um projeto polêmico do Executivo entra em sua fase decisiva na Câmara de Vereadores, outro já chegou à referida casa de leis. Estamos falando do que trata sobre o aumento do perímetro urbano do município e que atinge em cheio a Serra do Exu que é uma APA (Área de Preservação Ambiental).

Narrativas: Assim como todo projeto, as narrativas começam a ser construídas, são elas: A oposição aponta que o projeto tem por finalidade beneficiar a construção do “Atacadão” em uma APA, enquanto o primeiro discurso oficial exposto ao público por parte do poder executivo partiu da secretária municipal de Desenvolvimento Urbano, Beatriz Arruda, afirmando que o objetivo do referido aumento está relacionado à necessidade documental do conjunto habitacional do Residencial Cruzeiro.

Bastidores: Perceptível que o confronto de narrativa acima citada não será a única e já é observada nos bastidores: A discussão da preservação ambiental das poucas áreas que existem no município X A geração de centenas de empregos diretos que a cidade possivelmente conquistaria ou conquistará. São duas narrativas fortes, interessantes e que os poderes executivo e legislativo tem que dialogar para não perder uma e nem a outra, caso contrário, qualquer que seja o resultado, o munícipio sairá perdendo e muito. Mas pra isso, as alas e os poderes precisam estar abertos ao dialogo.

Protocolando: Ainda sobre o tema, a vereadora Jéssyca Cavalcante (PSDB) afirmou, no grupo de WhatsApp da Rádio Polo-Política, que estará protocolando os ofícios solicitando as licenças de construção e licenciamento ambiental referente às obras do Atacadão.

Em tempo: Ainda falando sobre a Câmara de Santa Cruz do Capibaribe, o governo municipal provavelmente passará por muita turbulência na casa de leis. Vejamos: já noticiamos nessas Curtinhas o pedido de convocação de duas secretárias para esclarecimentos de suas pastas, Lívia Borba (Saúde) e Janaína Marques (finanças), na última quinta-feira, 10/06, vereadores de oposição apresentaram um requerimento solicitando a mesa diretora para que a casa crie uma comissão especial de enfrentamento à pandemia e por fim as vereadoras Jessyca e Nêga (PSD) apontaram que irão colher assinatura para CPI do “Gato”.

Trabalho: Observando o tópico acima, perceptível que o articulador político do município, Jason Lagos, terá muito trabalho pela frente, principalmente em engrenar a parte política da gestão quem vem falhando de forma constante. A aprovação dos projetos mencionados nessa coluna e o governo sair ileso desse fogo cruzado proporcionado pela Câmara, em menos de seis meses de gestão, será o teste de fogo para Jason.

 

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

9 de junho de 2021

RESUMÓRIO – com o professor Tenório

 

 

GOLEADAS – O São Paulo derrotou o 4 de Julho por nove a um no jogo válido pela Copa do Brasil no Morumbi e a Câmara de Vereadores de Santa Cruz derrubou um dos vetos do prefeito Fábio Aragão por dezessete votos a zero, numa semana marcada por goleadas. 

 

HISTÓRIA – O pessoal da Rádio Polo sabe muito bem que a Câmara de Vereadores gosta de uma goleada! Na partida anterior, o São Paulo tinha perdido por três a dois e, nos vetos anteriores, o prefeito contou com a solidariedade da própria bancada. Cada um segue fazendo história de seu jeito. 

 

SEMELHANÇAS – As gestões dos ex-prefeitos Edson Vieira, de Santa Cruz do Capibaribe, e Hilário Paulo, do Brejo da Madre de Deus, tinham algumas semelhanças. A última reunião da Câmara de Brejo mostrou que as duas cidades ainda permanecem com situações parecidas, pelo menos nas pautas negativas sobre escuro e muriçoca.

 

LUZ – Aqui e do outro lado do rio, os governos de Fábio Aragão e Roberto Asfora estão precisando de luz para clarear a cidade, as ideias e encontrar uma solução para controlar a proliferação de muriçocas que assola os dois municípios.

 

FATOS E FOTOS – Tirar fotos na zona rural com melancia é fácil, quero ver resolver o problema das muriçocas e escuridão na cidade.

 

MAIS UNS – Além de muriçoca, ruas escuras e clonagem de WhatsApp, o que tem aos montes na cidade e região são programas de rádio e podcast falando de política. Existem muitos, estrearam outros e já tem mais alguns na agulha, prestes a estrear. Quem não se comunica se trumbica, já dizia o velho guerreiro. 

 

REAÇÕES – Reações leves e passageiras após vacinação são naturais, mas a gestão do novo tempo precisa ter cuidado com as reações da população a problemas que com seis meses de governo já deveriam ter sido resolvidos.

 

RECLAMAÇÕES – Basta ouvir qualquer programa de rádio, inclusive os que não falam sobre política, para perceber que a paciência de muitos está se esgotando. Reclamação em cima de reclamação. É até natural críticas a uma gestão, desde que na dosagem certa. Em quantidade excessivas, melhor ligar o sinal de alerta. 

 

NÃO APRENDEU – Pela quantidade de problemas que resultaram no julgamento de irregularidade, por parte do Tribunal de Contas do Estado, das contas referentes ao exercício de 2017 do ex-prefeito do Brejo, Hilário Paulo, ele definitivamente não aprendeu a ser prefeito mesmo. 

 

SABIA – A favor de Hilário, conta que o ex-secretário de saúde e ex-prefeito do Brejo, Dr. Edson, tinha experiência, sabia ser prefeito e também teve suas contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas. 

 

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

7 de junho de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

 

Subindo a Serra: A política de Taquaritinga do Norte continua pegando fogo. Em entrevista ao programa Cotidiano da Cidade, na rádio Filadélfia FM, da última quarta-feira, 02/06, o ex-vereador Batata apontou que o grupo estará apoiando a dupla Alessandra Vieira (PSDB) para estadual e André de Paula (PSD).

Apaziguado: Havia uma resistência do grupo liderado por Batata e Bá em relação a apoiar o deputado André de Paula, mas após a referida entrevista de Batata, parece que seria um ponto superado. Mas necessário destacar que não deixa de aparentar ser uma vitória interna do ex-prefeito Jânio Arruda (PSD) que assiste o grupo se unificar em relação aos seus nomes de apoio.

Incomodou: As críticas feitas por parte da imprensa em relação à Câmara de vereadores de Taquaritinga do Norte e acompanhadas por parte da população vêm incomodando alguns vereadores. O tema foi por diversas vezes levantado no programa Legislativo em ação, liderado por Geovane Cesar (PSB) e no programa do vereador Eraldo da Pedra Preta (PSB) do último sábado (05).

Vai além: Com toda razão, os vereadores Geovane Cesar e Eraldo da Pedra Preta afirmaram que o trabalho do vereador vai além do espaço físico da Câmara de Vereadores e elencaram diversas visitas a local de obras com outras pessoas e reuniões.

Contudo…: O trabalho do legislador na Casa de Leis é importante para o município, pois é lá que os principais projetos são discutidos, mas como discutir e colocar em prática se as comissões não funcionam e as reuniões não acontecem se quer de forma online? Necessária reflexão, queridos parlamentares, pois se podem visitar obras e se reunir com autoridades, o que custa realizar sessões cumprindo protocolos ou realizar a mesma de forma online?

Culpados: Ao falar sobre o tema das comissões paralisadas na Câmara de Vereadores de Taquaritinga do Norte, o vereador Geovane Cesar apontou os vereadores de oposição como culpados de tal situação, pois teriam sido eles que entraram na justiça. Contudo, necessário apontar que os vereadores de oposição estão cobrando a proporcionalidade nas comissões.

Divergentes: Enquanto o vereador Geovane Cesar mostrou solidariedade com o aliado e presidente da Câmara de Vereadores, Demir (PDT), apontando que o mesmo teve uma atitude louvável em cumprir o decreto, o vereador de oposição e Amauri de Mino (PSD) usou as redes sociais e cobrou atitude do presidente Demir para que a câmara funcione pelo menos de forma remota.

Não descarta: Em Santa Cruz do Capibaribe, o que vem chamando a atenção é José Augusto Maia (Republicanos) não estar negando a possibilidade de disputar algum cargo em 2022, nem descartando algum de seus filhos.

O gelo: Nos bastidores, o gelo dado pelo prefeito Fábio Aragão ao ex-prefeito José Augusto Maia vem aumentando o desconforto no clã Maia. Por diversas vezes o ex-prefeito vem condicionando, em entrevistas, que a unidade do grupo em 22 depende exclusivamente a condução do prefeito Fábio Aragão.

A luta: Em recente reunião com os sindicatos, representantes da gestão Roberto Asfora (PL), em Brejo da Madre de Deus, apresentou mais uma proposta para os funcionários públicos que estão, ainda, sem receber o salário de dezembro e parte do décimo terceiro de 2020. Um possível acordo ficaria da seguinte forma: 10 parcelas para os servidores com remuneração equivalente um salário mínimo e 40 parcelas para os servidores que possuem remuneração acima de um salário mínimo.

Condicionou: Em nota da presidente do SINDIBREJO, Wilma Azevedo, dirigida aos servidores, ela relatou que “para esse pagamento possa acontecer, segundo informações prestadas pelo contador do município, necessário será que o Projeto de Lei Complementar nº 03/2021, que reajusta as alíquotas dos descontos previdenciários (servidores e patronal) e extingue a segregação de massas do RPPS gerida através do IPRESB, seja aprovado em sua integralidade na Câmara de Vereadores local, uma vez que, com o aumento das alíquotas e extinção da referida segregação, o município deixará de aportar, por uns tempos, recursos financeiros para cobrir as despesas com a folha de pagamento dos inativos e pensionistas do IPRESB, capitalizando-se, consequentemente, para amortização do débito referente ao décimo terceiro salário e vencimentos dos meses de novembro e dezembro passado”.

Importante, mas…: O projeto de reajuste das alíquotas é importe para saúde de uma previdência que está em déficit, contudo, particularmente, não consigo distinguir o que é mais imoral: a gestão condicionar o pagamento dos salários a aprovação do projeto de reajuste das alíquotas ou, ainda, absurdo e elevado número de parcelas para o pagamento dos atrasados. Pois em uma rápida conta, o valor mensal das parcelas que alguns servidores irão receber será abaixo ou no máximo igual ao valor das alíquotas que serão descontados também mensalmente.

Justo: O sentimento que paira entre a maioria dos servidores de Brejo é que a Gestão atual possa sair de propostas imorais em relação aos atrasados e que possa chegar a uma proposta justa, o que não ocorreu até a presente data.

Justiça: Assim como necessário ter justiça em relação à irresponsabilidade feita pela gestão passada e pra isso começar ocorrer é necessário a Câmara de vereadores de Brejo da Madre de Deus dá agilidade nas Comissões Especiais de Inquérito (CEI) que tramitam na casa de leis com o objetivo de investigar os motivos desses não pagamentos na gestão Hilário Paulo (PSD).

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

3 de junho de 2021

RESUMÓRIO – Com professor Tenório

 

THE BEST – Pelo que gastaram com capacitações nesses primeiros quatro meses de 2021, os vereadores de Toritama deveriam ser os melhores da região. Foram mais de cem mil reais gastos com diárias e capacitações. Como também foram gastos uns nove mil reais com quadros dos vereadores, devem ser também os que mais apreciam obras de arte.

QUEM MANDA? – Oposicionistas em Taquaritinga do Norte dizem que alguém manda na Câmara de Vereadores e não é o presidente Demir. Será que existe uma mão invisível comandando o legislativo da Dália da Serra? Existia uma história dessas aqui em Santa Cruz, mas acabou caindo no esquecimento.

PROBLEMAS – Parece que o prefeito de Taquaritinga, Ivanildo Lero, terá mais problemas com a votação de suas contas de 2017 do que com áudios espalhados em grupo de WhatsApp sobre orientações transitais.

AGILIDADE – Continua sendo entregue agora em junho, o kit merenda referente ao mês de maio. Impressionante como o prefeito Fábio Aragão consegue pagar os servidores dentro do mês, com direto à calendário de pagamento, mas não consegue entregar um kit merenda dentro do mês. Ôh licitações ingratas!

PRORROGAÇÃO – Medidas restritivas prorrogadas até 13 de junho e quem não foi ao barbeiro antes, vai pousar na foto do dia dos namorados com a cabeleira pronta pra fazer uma trança junina. O jeito vai ser as barbearias trabalharem com atendimento em domicílio. Já podem começar com a propaganda do “atendo em casa”.

POLÊMICA – E a priMeira visita de Ministros da gestão Bolsonaro à Santa Cruz foi marcada por polêmica, não por parte dos ministros da Saúde e Turismo, mas por parte de alguém da comitiva que falou bobagem em vídeo sobre o hospital de campanha da cidade e sobre o prefeito Fábio e conseguiu, além de muitos votos de repúdio, uma representação judicial.

DOIS PAIS – Não bastasse a polêmica paternidade dos concentradores de oxigênio recebidos pelo município, que até hoje tem gente em dúvida se foi o Governo do Estado de Pernambuco ou o Governo Federal que enviou. O importante é que a cidade recebeu os concentradores de oxigênio, afinal de contas, de filho bonito todo mundo quer ser pai.

VAIDADE – Aparentar ter menos idade sempre foi motivo de vaidade para muitas pessoas. A impressão que temos é uma vaidade de prefeitos ao anunciarem a faixa etária para vacinação contra a Covid-19. A forma que anunciam mais parece uma competição ou uma necessidade de mostrar eficiência. Só sei que a disparidade entre municípios é tanta que é difícil não alimentar o pensamento de desigualdade na distribuição de vacinas. Espero que a cada dia, os grupos prioritários e as idades possam se assemelhar nos municípios.

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões expressas nesta coluna, são de responsabilidade de seu autor

Postado por: Eliton Araujo

29 de maio de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

 

Os Requerimentos: Nas Curtinhas da semana passada, apontei que dois requerimentos polêmicos do vereador situacionista de Brejo, Jobson Barros (PL), foram aprovados: criação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI), com objetivo de investigar as movimentações financeiras do mês de dezembro na gestão do ex-prefeito Hilário Paulo (PSD), visando e esclarecer pagamento de servidores naquele mês e parte do 13° salário e também, a criação de uma Comissão para investigar a dívida de mais de R$ 14 milhões ao IPRESB e esclarecer os motivos do não repasse.

Projeto de Resolução: A novidade é que a Mesa Diretora da Câmara de Brejo transformou os referidos requerimentos em Projeto de Resolução: 004 e 005/2021. Ambos foram apresentados na última sessão, 25/05, e encaminhados às comissões. Resta agora acompanharmos os tramites e a celeridade dos projetos para que as comissões sejam, de fato, colocadas em práticas e uma resposta à sociedade seja dada. Tudo isso está nas mãos, principalmente, do Presidente Silvano (PSD).

150 mil: Esse foi o valor citado, na última sessão da câmara de Brejo, pelo vereador Dr. Jan (PSD) em relação ao gasto com combustível em transporte da educação, pela gestão Roberto Asfora (PL), nesses primeiros meses de governo. Em conversa com esse colunista, Dr. Jan afirmou que irá formalizar seus questionamentos, pois vê com estranheza os valores em um período de pandemia, se comparado com valores em períodos com aulas normais na gestão passada.

Cadê as contas?: Essa é a cobrança do vereador Ronaldo César (PSD) em relação às contas de 2017 do prefeito de Taquaritinga do Norte, Lero (PSB), e que tem o parecer de reprovação do Tribunal de Conta do Estado (TCE). Até o momento o Presidente da Casa, Demir (PDT), não colocou em votação.

Embasamento: O vereador Ronaldo se baseia no pedido do Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO) com atuação junto ao TCE-PE, que requisitou ao presidente, no prazo de 15 (quinze) dias, a contar do recebimento do Ofício (nº 68381/2021), informações sobre o julgamento da Prestação de Contas Reprovada do Exercício de 2017, do prefeito Lero (PSB), nos autos do Processo TC nº 18100869-5.

Mais de ano: O prazo do ofício encaminhado ao presidente Demir, por parte do MPCO-PE, extrapolou em 18/03/2021. Já as contas da gestão Lero de 2017, com parecer de rejeição do TCE, está na casa de leis desde 10/02/2020, ou seja, há mais de um ano.

Nada haver: Em conversa com o vereador Ronaldo César, questionei se o problema de não colocar em votação a referida conta, por parte do presidente Demir, seria devido às comissões da casa não estarem funcionando por conta de um mandado de segurança impetrado por parte da oposição, com a justificativa de não respeito à proporcionalidade. Segundo Ronaldo, esses pareceres, regimentalmente, já deveria no mínimo ter sido dado, desde o ano passado, gestão do ex-presidente Professor Jurandir (PP).

Suficiente: Segundo Ronaldo, o presidente Demir só foi intimado em relação às comissões em 18 de março 2021, ou seja, com 77 dias de mandato. Ainda segundo Ronaldo, as cobranças por parte da bancada de oposição para que as contas fossem votadas já eram existentes.

A prova: Segundo o vereador Ronaldo, uma prova que esses pareceres estão prontos, é que a votação das referidas contas estava marcada para o dia 29 de outubro de 2020. Contudo, devido a um mandato de segurança impetrado pelo jurídico do prefeito Lero, alegando que não houve uma intimação pessoal para sua defesa na Câmara, a votação não ocorreu.

Pedir muito: O questionamento que fazemos é de que forma Câmara de Taquaritinga está funcionando? Pois as comissões estão paralisadas por conta de um mandato de segurança, as sessões não estão funcionando nem mesmo online, com a justificativa do decreto Estadual em relação à pandemia. Nesse contexto, parece que apreciar uma conta que está a mais de um ano na casa, seria pedir demais.

Mais um: Assim como muitos parlamentares e políticos de oposição em Taquaritinga do Norte, o vereador Ronaldo Cesar foi mais a afirmar que a Câmara é conduzida por terceiros e não pelo presidente. O vereador Demir conseguiu um feito que muitos lutam e não consegue, se tornar presidente da câmara, contudo é necessário mostrar que tem as rédeas e mostrar sua marca de forma positiva. Caso contrário, o mantra de que ele não comanda irá pegar.

Quase um mês: Segundo a vereadora Jéssyca Cavalcanti, já faz quase um mês que houve a solicitação, de sua autoria, para que a secretária de saúde de Santa Cruz do Capibaribe, Lívia Borba, compareça a câmara de vereadores para prestar esclarecimento em relação ao combate à pandemia e até agora nada.

Dose dupla: Em conversa com esse colunista, Jéssyca afirmou que irá oficializar um pedido de data de comparecimento da secretária, além de também solicitar a presença da secretária de finanças, Janaína Marques, para esclarecer como se encontram as finanças do munícipio em períodos de pandemias, assim como os gastos.

Repetindo: Mais uma vez exponho a observação de que essas solicitações de presença de secretários para esclarecimentos a Câmara de Vereadores surgem devido às brechas dadas pelo governo Fábio Aragão. Falta ao poder Executivo Municipal um canal institucional semanal, a exemplo das lives que ocorriam na gestão passada e ocorrem em alguns governos, com o prefeito e secretários explicando e propagando como a gestão está agindo no combate a pandemia. Governo que tem minoria no Legislativo tem que se preocupar com os mínimos detalhes.

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Janielson Santos

26 de maio de 2021

​RESUMÓRIO, com o professor Tenório

 

TENSO – O clima no Legislativo de Santa Cruz está tenso, padrão casa do BBB. Tretas e mais tretas acontecem frequentemente. E apesar de ter menos câmaras do que a casa do reality, muita gente acompanhando o desgaste de todos os parlamentares na Casa José Vieira de Araújo. Sorte deles que a votação no legislativo é só de quatro em quatro anos. Se fosse semanal como no BBB, alguns não durariam muito tempo. 

NO LIMITE – Um indício de que a paciência está no limite, é quando a situação é pior do que alguma turma de quinta série nas antigas. Parlamentar faz perguntas ao presidente de forma grosseira, o presidente não responde. Outros parlamentares fazem as mesmas perguntas e ele responde.  Mas não estão intrigados, apenas se suportam. Se existe quebra de decoro, que se cobre a postura e o respeito. Silenciar nem sempre é a melhor solução.

QUARENTENA RÍGIDA – Pela quantidade de gente nas ruas de Santa Cruz, o pessoal não sabe ou finge não saber o que significa quarentena rígida. Segue firme e forte a teimosia de muitos, que insistem em descumprir os decretos e protocolos sanitários. Nem o recorde no registro de casos, UTIs lotadas, possibilidade de nova Cepa no agreste e o alto número de mortes são suficientes para intimidar a turma do contra. 

UPA – O atendimento na UPA de Santa Cruz ontem estava bacana, a equipe está de parabéns, o médico atencioso e eficiente. Agora o banheiro estava sem chave ou ferrolho. Tenho certeza de que será resolvido em breve, sem a necessidade de a vereadora Nega doar ferrolhos, como fez com torneiras de pia. 

DESCONFORTO – O agravante é que o vaso sanitário fica distante da porta, deixando o serviço bem desconfortável. Não dá para escorar com o pé ou com a mão. A sugestão de um colega leitor do Resumório foi usar um cabo de vassoura para escorar. Fica a dica, tanto para direção da UPA quanto para os usuários do banheiro. 

SE QUISER – No Instagram do presidente da câmara de Brejo da Madre de Deus, esta semana, havia uma postagem com a expressão: “isso coloca se quiser”. Quiseram e colocaram, só esqueceram de apagar a dica no momento da postagem. Tomara que o presidente não esqueça de agilizar os encaminhamentos da solicitação de abertura de uma Comissão Especial de Inquérito, apresentada, votada e aprovada pelos vereadores na semana passada. 

AGORA NINGUÉM QUER – Aparentemente, nenhum ou quase nenhum vereador de Santa Cruz quer continuar recebendo o auxílio alimentação de mil e duzentos reais. O assunto é polêmico desde a sua criação em 2017 e continua gerando pautas. 

DEFINIÇÃO – Já houve proposta de vereadores da bancada verde, proposta da bancada vermelha e pronunciamentos de vereadores da bancada azul se posicionando pelo fim. Segundo o presidente da Câmara, Capilé da Palestina, essa semana se define essa situação. Para criar e aprovar foi bem mais rápido e prático. Para ‘descriar’ está dando trabalho, mas em breve será resolvido.

DISCURSOS – Dinheiro à parte, a verdade é que ninguém quer sair mal na fita. Não basta só acabar com o auxílio, existe a preocupação de um ou outro sair de herói na história e os demais serem massacrados pela opinião pública. Ficar sem o dinheiro ainda vai, mas ficar sem o dinheiro e ainda ser criticado não é mesmo bom negócio para os parlamentares. 

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

24 de maio de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

Requerimentos

 

Requerimentos: O vereador situacionista de Brejo da Madre de Deus, Jobson Barros (PL), apresentou na sessão da Câmara de Vereadores, na última terça-feira, 18/05, dois requerimentos polêmicos, apesar de conseguir aprovar os mesmos de forma unânime entre os vereadores presentes.

São eles: Os referidos requerimentos têm os seguintes teores: Um solicita a criação de uma (CEI) Comissão especial de inquérito, para investigar as movimentações financeiras do mês de dezembro da prefeitura, na gestão do ex-prefeito Hilário Paulo (PSD), visando esclarecer os motivos do não pagamento dos servidores, referente ao mês de dezembro e parte do 13° salário, e o outro solicita, também, a criação de uma (CEI) Comissão especial de inquérito, para investigar sobre a dívida de mais de 14 milhões de reais do Município ao IPRESB e esclarecer os motivos do não repasse.

Nas mãos: Como já apontamos, os requerimentos foram aprovados por unanimidade, ou seja, até os vereadores aliados do ex-prefeito Hilário votaram favorável à criação e cabe agora ao presidente da Câmara, Silvano (PSD), que também é aliado do ex-prefeito, criar as comissões especiais de inquérito ou não.

Sem respostas: Na última quarta-feira, 19/05, enviamos questionamentos, através do WhatsApp, ao presidente Silvano, em relação se ele irá colocar em prática as referidas comissões, e se a resposta fosse positiva qual o prazo para instalação das mesmas. Contudo, apesar do aplicativo indicar a visualização do presidente, Silvano preferiu, até o fechamento dessas curtinhas, ao final de semana, não responder.

Até o momento…: Os funcionários de Brejo não têm a real noção da situação da Previdência Municipal. E no que diz respeito em relação aos salários atrasados de dezembro e parte do décimo terceiro, as negociações com a gestão Roberto Asfora (PL) não andam e a última proposta por parte do governo municipal foi o ridículo parcelamento em 100 meses.

E os gastos?: Por falar no presidente Silvano, o vereador situacionista Marcello Dondon (PL) cobrou ao presidente da Câmara respostas dos pedidos feitos em relação aos gastos da Casa de legislativa de Brejo da Madre Deus. Segundo Dondon, se cobra agilidade nas respostas da prefeitura, mas necessário haver agilidade também nas respostas da mesa diretora da Câmara.

Só um: Outra cobrança importante foi o da vereadora Maria José do Tambor (PP), a parlamentar exigiu agilidade na distribuição do Kit-merenda, afirmando que em cinco meses só houve uma distribuição até o momento.

Sobre pressão: Falando ainda em cobranças a presidência de Câmara e mesa diretora, só que desta feita em Santa Cruz do Capibaribe, o vereador e presidente Capilé (PSD) continua vivendo sobre pressão por parte de seus pares, diga de passagem, de todas as bancadas, seja de forma interna ou em público.

Dos verdes: O grupo verde não engole que a propositura do auxílio-alimentação ainda não tenha partido por iniciativa da mesa diretora, ocupado em seu cargo maior por alguém de sua bancada, ou seja, o vereador Capilé. Extinguir o auxílio é simbólico para o grupo verde, pois foi uma bandeira de campanha e mesmo tendo todas as condições com a presidência, ainda não conseguiram emplacar, o que nos bastidores, aliados Carneirinhos culpam o presidente Capilé.

Autoritário?: O termo autoritário vem sendo usado de forma quase unânime por vereadores dos grupos Taboquinha e Boca Preta, seja em público ou de forma reservada, em relação a algumas atitudes do vereador Capilé que não vem agradando aos referidos parlamentares.

Reflexão: É necessário por parte do presidente, pois até o momento, dentro da casa de leis, não vem agradando nem a gregos ou a troianos.

Imagem: Quanto a sua imagem fora da Câmara, Capilé vai ampliar sua divulgação, propagando principalmente suas ações. Pois em conversa com o presidente, ele nos informou que próxima sexta-feira, 28/05, irá estrear o programa “Fala Cidade”, na Rádio Vale, das 11h as 12h. O programa não seria um institucional da Câmara, mas sim do vereador com parceiros, e tentará ter uma roupagem diferente do que o programa dos políticos vem se apresentando aos sábados.

Pressionou: Mais um presidente na parede. Após relatos do radialista e funcionário da casa de leis de Taquaritinga de Norte, Alberes Xavier, de que não adiantaria pressionar ou “chantagear” o vereador Eraldo da Pedra (PSB) para conversar com o comunicador devido suas críticas, o parlamentar usou da palavra e não titubeou afirmando que quem conversou com ele foi o Presidente Câmara, Demir (PDT). A referida exposição ocorreu no último sábado, 22/05, no programa do vereador Eraldo da Pedra Preta.

 

As opiniões expressas nesta coluna, são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Eliton Araujo

20 de maio de 2021

RESUMÓRIO, com o professor Tenório

 

 

POLÊMICAS – Passada a polêmica das quentinhas que não eram de trinta e seis reais, pois foi esclarecido que custaram doze reais cada uma, a polêmica da vez é o projeto de lei que trata sobre a extinção do auxílio alimentação para os vereadores de Santa Cruz.

O MUÍDO – Discursos políticos, memes e divergência de opinião jurídica são apenas um aperitivo do que envolve a extinção desse auxílio alimentação. Por enquanto, o projeto não foi votado porque foi aprovado um parecer de ilegalidade, mas o muído está grande dentro e fora da câmara.

APAGÃO – A gestão parece que vive um apagão na saúde e um apagão na iluminação pública também, pelo menos na percepção dos oposicionistas. Só se fala em escuridão de ruas e problemas na saúde. Todo dia é uma peleja. Pelo menos deram um tempo nas muriçocas. Não que tenham sumido, é uma questão de variar o cardápio das reclamações mesmo.

ATENDIMENTO VIRA CASO DE POLÍCIA – O negócio tá tão complicado na saúde que vira caso de polícia. Representante do legislativo municipal entra em cena, servidor de hospital sem EPI é machucado, queixa é prestada, ligação para prefeito, intervenção da secretária de Saúde… O importante é que mais de 24h depois, a situação está contornada. Lamentável chegar a esse ponto. Enquanto era só protesto de usuários do TFD estava menos complicado.

VACINA AÇÃO – A vacinação contra a covid-19 no Recife está tão ‘prafrentex’ que logo, logo começarão a dar prêmios para as pessoas irem se vacinar como nos Estados Unidos. É bacana e louvável o desempenho lá, mas está bem desigual com relação às cidades do interior. Essa distribuição de doses está realmente igualitária para todo estado?

PRÊMIO E CLOROQUINA – É triste, mas é uma realidade. Enquanto nos Estados Unidos existem várias campanhas de incentivo à vacinação com oferecimento dos mais variados prêmios, no Brasil, ainda permanece a guerra ideológica sobre o uso da cloroquina.

MENTIRAS – A CPI da Covid conseguiu a façanha de fazer a população ouvir mais mentiras do que no período eleitoral. Os depoimentos mais parecem uma competição para ver quem consegue mentir mais. Era pra ter votação on-line do maior mentiroso, como fazem no BBB.

MAIS UM – Mais um ministro está na berlinda. Ricardo Salles é alvo de operação da Polícia Federal. O governo que parecia que ia patentear a honestidade está precisando se explicar muito. No fim, restarão poucos do grande time escalado para colocar o país no eixo.

NEM VIRTUAL – Em decisão elogiada por muitos, o São João da Moda, acho que ainda será esse o nome dele, foi cancelado. A situação da pandemia está tão alarmante que inviabiliza uma festa, mesmo de forma virtual. Decisão sensata, resta ter sensatez numa série de outras ações que precisam ser tomadas no combate à pandemia.

 

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!