Pesquisar

RESUMÓRIO, com professor Tenório

ANIMAÇÃO – A semana começa com o aumento da animação da militância Boca Preta e com o aumento da gasolina e gás de cozinha. O anúncio do pré-candidato a vice azul foi mais animado do que a bandinha na entrega de trator em Poço Fundo.

A RODA GIRA – O calor na militância foi providencial, pois quem com enfado fere, com enfado poderá ser ferido. Já se desenhava um movimento classificando as plenárias da “Santa Cruz que eu quero” como enfadadas. Seria o troco de 2020, assim como acontece com as sugestas das pesquisas. São os ciclos da política se sobrepondo aos grupos, nomes e sobrenomes.

GIRO NACIONAL – Do mesmo jeito que a roda da política gira nas esferas estadual e municipal, podemos testemunhar um giro na esfera federal. Isso porque a situação de Bolsonaro está cada dia mais complicada no caso da venda das joias e o ex-presidente também poderá ser, num futuro não tão distante, um ex-presidiário, assim como integrantes da Direita gostam de tratar o presidente Lula. Como diria o Zé dos briquetes, seriam farinha do mesmo saco e veneno do mesmo frasco? O pau que dá no Luiz Inácio não pode dar no Jair Messias? Direita e Esquerda que lutem!

O VICE – A pré-candidata só Alessandra anunciou em live super assistida o seu pré-candidato a vice e deu uma levantada na sua pré-campanha. O escolhido foi o Presbítero Ezequias, que além da representatividade evangélica, tem experiência política, pois já ocupou cargo de vereador em Taquaritinga do Norte.

REPRESENTANTES DE FÉ – Em 2020, o candidato evangélico Fábio Aragão enfrentou o empresário Allan Carneiro e o forrozeiro Dida de Nan. Deu certo, este ano, a representatividade evangélica estará presente em duas das três principais chapas majoritárias.

SEM VICE – Enquanto os Bocas Pretas e Taboquinhas estão com as chapas montadas para 2024, os ex-Carneirinhos, até o momento, nada. Há quem diga que os Verdes já deveriam ter definido essa chapa completa há muito tempo, mas são teimosos feito o Joe Biden. E há também quem continue dizendo que quem tem tempo não tem pressa.

MAIS UMA – Final de semana, se ninguém entrar na justiça e lograr êxito, teremos a divulgação da pesquisa do instituto Naipes, que ouviu os santa-cruzenses nos dias 8 e 9 de julho. Até o momento, não se sabe oficialmente qual órgão de imprensa divulgará primeiro a pesquisa nem quem encomendou.

VIRADA – O que se sabe é que os questionários exploraram inúmeros cenários com o nome de Robson Ferreira na disputa. O mesmo Robson que retirou seu nome da disputa um dia desses e que, aparentemente, vai desistir de desistir. Esse vagalume quer luz… Será que assim como ocorreu na França, a pesquisa Naipes trará alguma virada? Na Eurocopa, a virada foi dos vermelhos contra os azuis.

OUTRO BODE – O cenário de momento aqui continua favorável aos vermelhos, pelo menos é o que mostram as últimas pesquisas registradas e divulgadas. O vereador Carlinhos da Cohab aparenta ter carta na manga para fragilizar a pré-candidatura do Carneirinho Allan Clemente e já ganhou mais um bode com outra cartela de bingo premiada.

FOGUETE NÃO TEM RÉ – Na última pesquisa divulgada pelo Datafolha, o prefeito do Recife alcançou um meteórico 75% de intenção de votos na Capital Pernambucana, deixando as oposições abaixo do rabo da gata. Aqui o cenário pode estar aberto, mas na capital pernambucana a luta da oposição é pelo sonho de existir um segundo turno.

VISITA RELÂMPAGO –  Raquel Lyra andou por essas bandas sem as pompas de uma agenda de governadora, entregou um trecho da duplicação da BR 104 de 7,7 quilômetros, posou para foto com pré-candidatos Taboquinhas e Verdes que disputaram sua maior atenção, foi para Surubim assinar a ordem de serviço para a retomada da restauração da PE-083 e ouviu uma vaia a lá Sivuca que a militância de Chaparral preparou para prefeita Ana Célia.

As opiniões expressas nesta coluna, são de responsabilidade de seu autor

Compartilhe agora essa notícia!

Facebook
WhatsApp
Twitter