28 de junho de 2021

Contas referentes ao ano de 2014 em Brejo da Madre de Deus e movimentações pró-Bolsonaro em Santa Cruz do Capibaribe foram discutidas no Rádio Debate desta segunda (28)

 

 

As contas do ano de 2014 da prefeitura de Brejo da Madre de Deus, referentes aos prefeitos da época (Doutor Edson e Roberto Asfora) receberam recomendação de reprovação.

Ao ex-prefeito José Edson de Sousa (Dr. Edson), o pagamento indevido de encargos por recolhimento de verba previdenciária, a contratação irregular de assessoria jurídica e aquisição de livros de maneira irregular acabou implicando em condenação na Primeira Câmara, imputando um débito no valor de aproximadamente R$ 160 mil reais.

Com relação a Roberto Asfora, além do pagamento indevido de encargos por recolhimento de verba previdenciária, contratação irregular de assessoria jurídica, foram julgadas a contratação irregular de bandas e artistas e a contratação de serviços topográficos.

Asfora, que atualmente é o mandatário do Executivo Brejense não foi multado, em virtude do prazo previsto para a possível aplicação.

Em ambas as recomendações cabe a possibilidade de recurso por parte dos mesmos.

A sessão que impôs as sanções foi presidida pelo Conselheiro Carlos Neves, com relatoria do Conselheiro Substituto Marcos Nóbrega.

Neste final de semana aconteceu uma motorreata de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro em Santa Cruz do Capibaribe, percorrendo algumas ruas da cidade e arregimentando motociclistas e motoristas ao longo do percurso.

Há semanas, o presidente da República está realizando movimentações neste sentido em cidades brasileiras, porém, sem a presença de políticos da cena nacional, ao contrário do que está acontecendo em outros municípios.

 

Rádio Polo · Rádio Debate 28.06.21

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!