Pesquisar

Carlinhos da Cohab revela que não conversa com Fábio Aragão desde seu distanciamento com o prefeito

Vereador cogita não sair candidato a reeleição, mas descarta rompimento

Na manhã desta quarta-feira (4) o vereador Carlinhos da Cohab (PP) confessou publicamente que está afastado do prefeito Fábio Aragão (PP). O parlamentar revelou que já faz alguns dias que não conversa com o gestor municipal, e que apenas o secretário de Articulação Política, Galego de Mourinha, lhe procurou.

“Tem o afastamento? tem, mas nada que atrapalhe o andamento de Santa Cruz do Capibaribe (…) é um afastamento que tenho parado e pensado um pouco sobre minha situação política, familiar. Não quero dizer que daqui pra frente vou fazer a política do quanto pior melhor, mas sim de interesse para a população. Tenho meu jeito de trabalhar na Câmara sem precisar receber recado e nem baixar a cabeça”, destacou.

O vereador ainda direcionou críticas a alguns secretários, que segundo ele, nunca ajudaram o grupo.

“Não vai ser qualquer secretário que às vezes nunca ajudou o grupo que vai fazer eu sair desse grupo, vou ficar, até porque não devo a nenhum secretário. Sou defensor maciço da gestão, de defender várias Secretarias, mas tem secretários que a gente tem feito a defesa, e que não tem contribuído com Carlinhos na questão da gente solicitar melhorias pro povo, nada em benefício próprio e tudo que peço é em prol do povo, e isso deixa a gente triste em não ser atendido””, argumentou.

Sobre 2024, Carlinhos confirmou, pela primeira vez, que poderá não disputar a reeleição. Carlinhos da Cohab foi eleito pela primeira vez em 2012 e nas eleições de 2016 e 2020 foi o vereador mais bem votado do grupo denominado ‘Taboquinha’.

“Tem a possibilidade de eu não sair candidato nessa eleição, para meditar um pouco sobre nosso futuro, sobre a família e o comércio e outras coisas. Esclareço que não me passa na cabeça sair do grupo político, o povo não aceita traição, e eu nunca vou fazer isso com os Taboquinhas”, disse ele que sustentou mais à frente.

“Continuo e sou grato ao povo de Santa Cruz e aos Taboquinhas, até porque o povo não aceita traição e eu nunca vou fazer isso (…) sou Taboquinha,  vermelho de coração, mas tem a possibilidade da gente não sair candidato nessa eleição, para que eu possa meditar sobre o nosso futuro como a família e o comércio”, garantiu o parlamentar.

Compartilhe agora essa notícia!

Facebook
WhatsApp
Twitter