Pesquisar

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

Uma das primeiras: No próximo dia 20 de julho está previsto para ocorrer uma das primeiras convenções de nossa região, estamos falando da dupla Jaelson do Açudinho e Zé Dercílio, pré-candidatos a prefeito e vice pelo PSB, respectivamente. O evento está marcado para às 9h na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Brejo da Madre de Deus.

Extremamente difícil: Para quem sonhava, ainda, com uma unidade das oposições em Brejo da Madre de Deus, com datas de convenções marcadas, ficou extremamente difícil, assim, como, a possibilidade de uma ingerência do PSB levar o referido grupo ao palanque azul.

Solução caseira: Mesmo nos bastidores apontando que o vice do grupo azul seria indicado pela ala de São Domingos, nas entrevistas do pré-candidato a prefeito, Josevaldo Cowboy, ficava nítido que o nome não havia sido anunciado na expectativa de atrair o grupo do PSB. Com todas as negativas, a solução terá que ser caseira, ou seja, do próprio grupo e provavelmente de São Domingos.

Quente/frio: O ex-prefeito Hilário Paulo chegou a criar expectativa, em entrevista ao programa Rádio Debate na Rádio Polo, que o companheiro (a) de chapa de Josevaldo seria anunciado no mês de maio, no distrito de São Domingos. Contudo, por diversos motivos, o tempo passou e nada, vários nomes nos bastidores foram citados, alguns esquentaram e esfriaram, a exemplo da ex-primeira dama Nininha e do vereador Dr. Jan, resta agora saber quem será o nome.

Assistindo: Nesse contexto, Roberto Asfora será um dos poucos prefeitos de nossa região que irá disputar a reeleição com a mesma chapa e assistindo as oposições, até o momento, caminhando dividida. Lembrando que as cidades que acompanhamos, os prefeitos Lero de Taquaritinga e Edilson de Toritama já estão em seus segundo mandatos, Fábio não disputará a reeleição em Santa Cruz do Capibaribe e Dr. Cátia está rompida com o vice.

Ciclo fechando: Em entrevista à Rádio Estação na última sexta-feira, 28/07, o prefeito Roberto Asfora afirmou que o seu ciclo político se fecha nesta eleição e em um possível futuro mandato, pois acredita que terá êxito na disputa. Asfora apontou que não pretende mais disputar eleições e destacou que todo político tem que entender quando um ciclo se fecha.

Otimista: Na mesma entrevista Roberto foi otimista ao afirmar que seu palanque fará maioria na Câmara, mas foi cauteloso ao apontar que fará 7 de 13, ou seja, diferença de um em relação às oposições.

As opiniões expressas nesta coluna, são de responsabilidade de seu autor

Compartilhe agora essa notícia!

Facebook
WhatsApp
Twitter