8 de dezembro de 2021

Pedro Eurico, Secretário de Justiça de Pernambuco, é exonerado após denúncia de violência doméstica

 

Exoneração de Pedro Eurico foi publicada hoje no Diário Oficial do Estado (Reprodução / TV Globo)

 

O secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, pediu afastamento do cargo após veiculação de denúncias da ex-esposa dele, a economista aposentada, Maria Eduarda Marques de Carvalho.

Maria disse que ao longo do relacionamento, iniciado em 1995, sofria agressões como chutes e socos, as denúncias foram veiculadas inicialmente na Globo Nordeste. A ex-esposa de Pedro Eurico formalizou dez denúncias ao longo do relacionamento, sendo a primeira em 2000.

O último boletim de ocorrência foi apresentado o último mês, por agressão e ameaça, na ocasião, Maria Eduarda chegou a pedir uma medida protetiva contra Pedro Eurico, com quem enfrenta um divórcio litigioso.

“Eu não tinha mais condições de continuar vivendo do jeito que eu estava vivendo, sendo ameaçada, sendo perseguida. Então, eu achei que estava muito próxima da morte. Por conta disso, eu resolvi falar para que não apareça depois apenas a notícia: ela morreu. Eu gostaria apenas de viver. Muita vontade de viver ainda”, disse Maria Eduarda em entrevista à Globo Nordeste.

 

Maria Eduarda foi casada em dois períodos com Pedro Eurico (Reprodução / TV Globo)

 

Apesar de negar as acusações, Pedro Eurico pediu afastamento do cargo.

Pedro Eurico é ainda presidente do Conselho Nacional de Secretários de Justiça e era até o último mês, integrante do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária.

Através de nota, o agora ex-secretário afirma que:

“As denúncias improcedentes de agressão datam de mais de dez anos, muitas destas foram retiradas pela suposta vítima perante a Justiça […] Estivemos casados inicialmente, no período de 27 de setembro de 2003 e nos divorciamos em 30 de abril de abril de 2008. Ao longo dos últimos anos de convivência e de um novo casamento, realizado em 2012, cujo divórcio aconteceu em 08 de novembro deste ano, inexistem denúncias apresentadas pela senhora Maria Eduarda, causando estranheza o requerimento de medida protetiva justamente no período em que se discutia a possibilidade de uma dissolução consensual”, diz trecho.

O secretário executivo de coordenação e gestão da pasta, Eduardo Figueiredo deve assumir a titularidade da Secretaria.

A exoneração foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado.

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!