1 de fevereiro de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

De luto!

De luto: O município de Santa Cruz do Capibaribe, assim como a política está de luto, pois a cidade perdeu um filho ilustre e a política, um dos seus principais expoentes, estamos falando de Raimundo Aragão Filho, nosso Dr. Aragãozinho ou simplesmente Ará.

Homenagem: Não podíamos deixar de fazer uma simples homenagem em nossas curtinhas ao Dr. Ará: Amigo, ex-prefeito, torcedor do Sport de coração, médico por vocação e paixão. Aragãozinho é filho de um dos protagonistas da independência de nossa cidade, Raimundo Aragão. 

Marcou: Ará marcou a história política de nosso município, pois protagonizou uma das eleições mais emblemáticas de nossa cidade. O grupo político Taboquinha, à época Cabecinha, não sabia o que era uma vitória há 24 anos, o último prefeito do referido grupo havia sido justamente Raimundo Aragão, pai de Aragãozinho.

Improvável: O ano era 1992 e o grupo Cabecinha vivia a expectativa de vencer um pleito após 24 anos, pois tinha como principal nome Padre Bianchi Xavier, pois em Santa Cruz nunca se tinha visto um padre perder. Contudo, a diocese não permitiu o Padre ser candidato e aquela altura, a eleição para os cabecinhas, no imaginário popular, era improvável.

O favoritismo: O grupo Boca Preta não sabia o que era perder uma eleição municipal desde a primeira vitória do saudoso Padre Zuzinha, no final da década de 1960, e não seria em 1992 que vislumbrava perder sua hegemonia. Nesse contexto lançaram o nome de Salete Jordão, esposa do ex-prefeito e a época deputado estadual Augustinho Rufino de Melo. Salete era conhecida como a “Mãe dos pobres” e explorou durante toda campanha ao lado do seu vice, Dr. Nanau, o referido slogan.

Aconteceu: Mas o improvável aconteceu, após a negativa em relação ao nome de Padre Bianchi, o grupo Cabecinha que tinha como patrono Raimundo Aragão (Falecido em 1990, dois anos antes do pleito) viu o nome do jovem Dr. Aragãozinho, afastado dos holofotes do mundo político, ganhar forma nas tradicionais malas da cidade e desbancar nomes tradicionais a época. Ao seu lado foi escolhido outro jovem que começaria a construir uma história política de sucesso, José Augusto Maia. Estava formada a chapa que para muitos a época só irá cumprir tabela: Para prefeito Dr. Aragãozinho e vice José Augusto Maia.

Surpreendente: A campanha de Aragãozinho foi marcada por novas tecnologias para o período, a músicas autorais de José Augusto Maia que enchia em sua letra o clamor popular, a continuidade do marketing político iniciado e monitoramento através de pesquisas, esses dois últimos pontos iniciado na campanha de Oseas Moraes em 1988. Com esses elementos, o decorrer da campanha já não mostrava mais como surpreendente uma possível vitória dos dois jovens contra a favoritíssima Salete Jordão e foi o que aconteceu.

Histórica: Ará proporcionou ao seu grupo político uma vitória inesquecível, com a marca de Raimundo Aragão, mas obtendo a sua assinatura. Particularmente tinha oito anos em 1992, fazia pouco tempo que chegava a Santa Cruz do Capibaribe e essa eleição é a primeira que tenho de fato em minha memória, estas que são agregadas a relatos de pessoas que viveram o momento com intensidade.

O médico: Ará não é lembrando apenas como político, mas principalmente como o médico de todas as horas, e é esse Aragãozinho que aquela criança de oito anos que cresceu conheceu e se tornou amigo, observando que suas consultas não estavam restritas a uma sala de um hospital, ela se estendia a visita em uma casa, na abordagem em uma mala ou na fila de um mercado, os locais eram os mais imagináveis possíveis.

Obrigado: Dr. Aragãozinho, nosso eterno Ará, aquela criança de oito anos que guardou na memória a eleição de 1992 e se apaixonou pela política, tem o orgulho de ter se tonando seu amigo e conhecido o médico diferenciado que você foi, além de ter desfrutado de boas conversas nas malas da vida. Obrigado Ará, essa é apenas uma curta homenagem, vai com Deus e diz a Fernando Aragão, Emanuel Glicério e tantos outros amigos de malas, dos quais perdemos recentemente, que um dia estaremos em uma das melhores e eterna mala política.

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!