Pesquisar

Mãe desenterra filho sepultado há mais de 30 dias em Garanhuns

Um fato inusitado aconteceu no final da tarde de ontem (15) no cemitério Parque das Rosas, em Garanhuns, e chocou a cidade.

Segundo um zelador do cemitério, uma mulher de 22 anos entrou no local, se dirigiu até o túmulo do seu filho, que havia falecido há cerca de um mês e o desenterrou com as próprias mãos, uma vez que nenhuma ferramenta foi encontrada próximo ao túmulo.

Desesperada, a mãe rasgou parte do vestido que usava e embrulhou o corpo da criança, pulou o portão do cemitério e caminhou por cerca de 700 metros.

Equipes do SAMU e Vigilância Sanitária foram até a mulher para socorrê-la, pois ela apresentava arranhões no corpo.

A criança tinha cerca de um ano e meio e morreu no mês passado, sendo enterrada em uma área do cemitério, cedida ao município e destinada ao sepultamento de vítimas de Covid-19 (a criança morreu com suspeita da doença, que acabou sendo descartada depois).

Este seria o único filho da jovem que receberá acompanhamento médico.

Compartilhe agora essa notícia!

Facebook
WhatsApp
Twitter