10 de abril de 2020

Coordenador da pré-campanha de Fernando considera que faltou ética para Helinho Aragão

Fábio Aragão foi entrevistado no Rádio Debate

Foto: Jairo Gomes.

Sem mudanças até o momento nos prazos eleitoras, agentes políticos seguem se articulando visando as eleições planejadas para esse ano.

Fábio Aragão, coordenador da pré-campanha de Fernando Aragão (PP), em Santa Cruz do Capibaribe, afirmou que o pré-candidato não está parado e, respeitando as orientações de distanciamento social, mantém conversas com apoiadores por telefone e redes sociais.

Durante participação no Programa Rádio Debate na Rádio Polo, nessa quinta-feira (09), Fábio comentou as últimas movimentações e disse que faltou ética ao também pré candidato a prefeito, Helinho Aragão (PSB), ex-apoiador do plano de Fernando.

Fábio disse respeitar a opção de Helinho, mas acrescentou que “quando se dá uma palavra e assume um compromisso, deve seguir, independente da oportunidade que apareça”.

Após Helinho decidir apoiar Fernando ‘surgiu a oportunidade política’ de ser pré candidato com o engajamento da maioria dos vereadores da bancada.

“Fernando teve que esperar 30 anos para aparecer a oportunidade”, afirmou Fábio.

Em determinado momento, disse que escolhas são válidas na democracia, mas não seria válido ‘dar uma palavra e agir pelas costas’.

De acordo com o coordenador, o governador Paulo Câmara (PSB) garantiu que a sigla dará apoio a Fernando. “Estou tranquilo quanto a isso. A menos que ele tenha mudado”, falou, ao relatar participação em uma com o gestor estadual.

Durante sua participação no programa, Fábio ainda comentou sobre a organização do PP de olho nas vagas na Câmara de Vereadores. Segundo ele, as 26 pré candidatura do partido são robustas e espera fazer 5 ou 6 parlamentares para Casa Dr. José Vieira de Araújo.

Postado por: Janielson Santos

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!