14 de maio de 2020

Município estuda medida para alunos receberem atividades escolares em casa até retomada das aulas

O quadro efetivo da Secretaria de Educação está trabalhando junto ao Sinduprom para que o material seja elaborado e os estudantes possam ter acesso (Divulgação / Assessoria)

Na edição de hoje do programa Rádio Debate, da Rádio Polo, o prefeito Edson Vieira revelou que apresentará proposta hoje (14) para que a partir do dia 1º de junho, durante o período que estiver sendo enfrentada a pandemia, os alunos da rede pública municipal possam receber conteúdo educacional em casa.

Os alunos da educação infantil e fundamental que frequentam a rede pública municipal estão sem atividades e será proposto um modelo onde os pais deverão ir até as escolas para receber um material didático elaborado pelos professores do município.

Os alunos teriam uma série de aulas virtuais, além de conteúdos físicos no modelo de apostilas a serem entregues periodicamente nas escolas.

A reunião aconteceu entre representantes da Secretaria de Educação e o Sinduprom (Sindicato Único dos Profissionais do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino do Estado de Pernambuco), para que seja discutida a melhor maneira de elaboração deste material.

“Pedimos a colaboração dos professores efetivos para que este material seja feito e nossos alunos possam ter acesso, precisamos ter senso de humanidade e responsabilidade”, afirmou Edson Vieira.

Representante do Sinduprom, o professor Douglas Ferreira afirmou que a classe docente se reuniu e apresentou melhorias a serem ajustadas no projeto para que o máximo de alunos da rede possam ter acesso aos conteúdos.

“Estimamos que cerca de 80% dos alunos da rede já teriam a possibilidade de ter acesso ao material proposto pela secretaria de Educação, no entanto, precisamos que o máximo possível de estudantes consiga ter este material em mãos para estudo, os 20% que seriam excluídos inicialmente, são exatamente os alunos que precisam ter uma atenção diferenciada por estarem em uma parcela de maior vulnerabilidade” apontou.

Na próxima semana deve haver uma nova reunião entre o sindicato e a Secretaria de Educação para que o projeto volte a ser abordado e alinhado. Os estudantes da rede pública municipal de ensino estão sem aulas desde a segunda quinzena de março, quando foi iniciada a quarentena provocada pela pandemia do novo coronavírus.

A Secretaria de Educação estima que as aulas à distância possam iniciar no dia 1º de junho.

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!