6 de janeiro de 2022

Procurador- geral da Justiça participa da 1ª reunião do Pacto Pela Vida 2022

 

Diversas autoridades participaram do encontro (Priscilla Buhr/Divulgação)

 

O procurador-geral de Justiça, Paulo Augusto de Freitas Oliveira, participou, na manhã desta quinta-feira (06), da primeira reunião do Pacto Pela Vida de 2022, realizada para analisar os dados do ano de 2021 e definir as metas para este ano. Foi apresentada uma redução de crimes (CVLI e CVP) cometidos em Pernambuco, fruto de um trabalho em conjunto entre o Governo do Estado, Ministério Público, Poder Judiciário e as polícias Civil e Militar.

Durante o encontro, sediado na Secretaria de Planejamento (Seplag), o governador Paulo Câmara sancionou a lei que cria mais três Delegacias de Polícia de Prevenção e Repressão aos Crimes contra a Mulher. As delegacias serão instaladas nos municípios de Olinda, Palmares e Arcoverde.

Procurador-geral de Justiça participa de reunião sobre o Pacto Pela Vida (Priscilla Buhr/Divulgação)

 

Ainda na ocasião, foram apresentadas outras novidades, como a incrementação de efetivos para reforço das equipes, investimento em equipamentos, a campanha do Esperançar e a criação da Medalha Pacto Pela Vida, reconhecendo os servidores que se destacam na redução da violência.

Estiveram presentes na reunião o governador Paulo Câmara, os secretários estaduais Ana Elisa Sobreira (Mulher), Cloves Benevides (Políticas de Prevenção à Violência e as Drogas), Sileno Guedes (Desenvolvimento Social, Criança e Juventude), o secretário executivo da Casa Militar, coronel Flávio Morais; o comandante-geral da PMPE, coronel Roberto Santana; o comandante-geral do CBMPE, coronel Rogério Coutinho; o chefe da Polícia Científica, Fernando Benevides; e o chefe da Polícia Civil, Nehemias Falcão. Também participaram o presidente da Assembleia Legislativa, Eriberto Medeiros; e a deputada estadual Gleide Ângelo.

Índices

Pernambuco apresentou, em 2021, as menores taxas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) e de Crimes Violentos Patrimoniais (CVPs) desde que esses delitos passaram a integrar as estatísticas no Estado. A taxa dos homicídios, que entrou nos números oficiais dentro da atual metodologia em 2004, alcançou o índice de 33,8 mortes por 100 mil habitantes.

Anteriormente, a proporção mais baixa era de 34,1, em 2013, ano de mais baixas estatísticas criminais desde a criação do Pacto Pela Vida, em 2007. Em números absolutos foram 3.369 CVLI em 2021, contra 3.759, em 2020. Os dados foram divulgados durante reunião do programa nesta quinta-feira (06.01), na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), no bairro de Santo Amaro.

Já com relação aos roubos, foram registrados 432 CVPs por 100 mil habitantes. É a menor taxa desde a criação do PPV e da atual metodologia para este tipo de crime. Anteriormente, o menor patamar havia sido de 452,9 roubos por 100 mil habitantes, em 2020.

Postado por: Eliton Araujo

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!