7 de janeiro de 2021

Coronavac tem eficácia de 78% para casos leves e 100% para graves; Butantan pede uso emergencial

A Coronavac tem eficácia de 78% em casos leves, segundo divulgaram o Instituto Butantan e o Governo de São Paulo em coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (7). Em casos graves e moderados e internações hospitalares, a eficácia é de 100%. A vacina do Butantan garantiu proteção total contra mortes nos voluntários vacinados que pegaram a Covid-19.

Os percentuais são maiores do que o mínimo de 50% recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Esse resultado significa que a vacina tem elevado grau de eficiência.

O Butantan entrou junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com o pedido de uso emergencial do imunizante, produzido em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

“Nós conseguimos a vacina do Brasil, que vai salvar milhões de brasileiros a partir de agora”, acrescentou João Doria.

Uma nova reunião deve ocorrer nesta quinta-feira para ratificar o pedido de uso emergencial. A agência tem um prazo de 10 dias para analisar dados e decidir sobre autorização do imunizante.

“É um momento histórico que nos orgulha. A vacina do Butantan é a vacina de São Paulo. A vacina de São Paulo é a vacina do Brasil”, acrescentou Doria, informando que o imunizante está à disposição de todo o País, através do Ministério da Saúde.

Folhapress

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!