7 de abril de 2021

Radialista Júnior Albuquerque presta queixa após ameaças em Santa Cruz do Capibaribe

 

Episódio aconteceu na noite de ontem (06), na rádio Comunidade FM (Reprodução / WhatsApp)

 

O comunicador Júnior Albuquerque compareceu à delegacia de Santa Cruz do Capibaribe, na noite dessa terça-feira (06), para prestar queixa, após ser ameaçado dentro do estúdio da Rádio Comunidade FM.

De acordo com Júnior, o fato se deu após críticas ao presidente Jair Bolsonaro na condução da pandemia de Covid-19. Para o radialista, apoiadores das normas adotadas pelo presidente e que concordam com a política sanitária dele, também têm culpa e a ‘história vai dizer isso’.

 

Integrantes do programa tentaram apaziguar os ânimos dos homens que entraram no estúdio da rádio Comunidade FM (Reprodução / WhatsApp)

 

A confusão foi presenciada por várias pessoas no estúdio, inclusive por outros apresentadores.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram um dos homens, conhecido por ‘Kynho Tricolor’ exaltado e pedindo para que o radialista ‘repetisse’ o que havia dito em uma das edições do programa Falando de Frente no final do mês passado.

 

O radialista prestou queixa na delegacia de Santa Cruz do Capibaribe ainda na noite de ontem (Reprodução / WhatsApp)

 

Em resposta, após a repercussão, Kynho negou que tenha agido em virtude de críticas ao presidente, mas disse ter sido atacado diretamente em um dos programas, pelo radialista.

O homem ainda nega que tenha ‘invadido’ o estúdio, alegando que ‘a porta estava aberta’.

“Estou pedindo desculpas aos que podem ter mim julgado pelas primeiras informações. Sei que perdi o controle. Mas, não foi por política. Foi pessoal”, afirmou.

 

Postado por: Janielson Santos

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!