21 de dezembro de 2021

“Não vou ocupar a justiça com pessoas que não valem a pena” Capilé afirma que não vai judicializar acusações de Jéssyca Cavalcanti

 

Vereador e presidente da Câmara esteve na Rádio Polo nesta terça-feira (Walter Miro/Blog da Polo)

 

O vereador e presidente da Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, Capilé (PSD) foi entrevista na manhã desta terça-feira (21) no programa Estúdio Livre da Rádio Polo, e comentou sobre a acusação da vereadora Jéssyca Cavalcanti, de que o presidente teria recebido dinheiro para agilizar o projeto de ampliação do perímetro urbano.

O parlamentar destacou que vai tratar a vereadora da mesma forma que faz com seu vice-presidente, Carlinhos da Cohab, e culpou boa parte do comportamento da parlamentar ao ex-prefeito Edson Vieira.

“Eu não vou dá ênfase a essa vereadora não, farei o mesmo que fiz com meu vice-presidente, vou deixar que as pessoas julguem, porque falar da boca pra fora quem tem que provar é eles, se estou agindo de forma incorreta, sendo desonesto, eles que provem”, frisou.

Capilé afirmou que, tanto sua conta bancária e o sigilo telefônico, estão à disposição para uma averiguação judicial, caso seja solicitado.

“O que mais prezo na vida pública é a transparência, honestidade não é algo para ser engradecido não, é obrigação. Por todas as empresas que passei, as portas estão abertas para que eu volte um dia porque todos me conhecem”, comentou Capilé.

Relembre

Em participação no Rádio Debate de sexta-feira (17) Jéssyca falou que ouviu boatos de que Capilé teria sido beneficiado financeiramente para agilizar e aprovar o projeto de expansão do perímetro urbano, que contemplaria uma área na Serra do Exu para construção de um empreendimento do ramo atacadista de alimentos. (Clique aqui)

Assista a entrevista do vereador na íntegra.

Postado por: Eliton Araujo

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!