22 de abril de 2021

Estudo mostra 40% de aumento nos crimes cometidos contra policiais em Pernambuco 

O último policial a morrer em serviço foi o delegado Anderson Liberato em Jataúba 

Delegado morreu após ter sido baleado com três tiros – Foto: Acervo/Blog da Polo

 

Um levantamento feito pelo G1 dentro do Monitor da Violência, em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apontou que houve um aumento de crimes que ceifaram a vida de policiais em Pernambuco. Em 2019 ocorreram 10 mortes de policiais na ativa. Já em 2020, esse número subiu para 14 casos.

Para este ano de 2021, ainda não há informações, mas já houve casos semelhantes. No último final de semana, no dia 17, o delegado da Polícia Civil de Brejo da Madre de Deus, Flávio Anderson Liberato, morreu após ter trocado tiros durante o cumprimento de dois mandados de prisão em Jataúba. 

“A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) informa que o trabalho das forças de segurança de Pernambuco é realizado com qualificação técnica e excelência dos procedimentos, operações com uso de inteligência policial para redução das chances de confronto armado e a adoção de práticas voltadas aos direitos humanos e à proteção de todas as vidas, desde a formação do servidor até os cursos de capacitação continuada ao longo da carreira. O objetivo é preservar tanto a vida dos cidadãos, servidores da segurança e também de criminosos, conduzindo-os ao sistema de justiça criminal”. 

“A morte de policiais, por sua vez, é uma perda irreparável não apenas para a segurança pública, mas para a sociedade como um todo, para suas corporações, companheiros de trabalho, amigos e, principalmente, familiares. O enfrentamento ao crime é uma atividade de alto risco, especialmente quando se reprime homicidas, traficantes de drogas, assaltantes de banco e cargas”, diz trechos da nota da SDS, enviada ao G1.

Mortes cometidas por policiais 

Além dos casos envolvendo mortes contra policiais, o estudo trouxe dados relacionados aos assassinatos cometidos por policiais em todo o país. Em 2019, o Brasil registrou 5.829 pessoas mortas pela polícia, e em 2020 esse dado caiu para 5.660 pessoas, representando uma redução de 3%. Na contramão do país, Pernambuco teve aumento de 58% dos casos policiais. Em 2019, 73 pessoas foram mortas em confrontos pela polícia, e em 2020 esse número subiu para 115. 

“Em 2020, as forças de segurança em Pernambuco atuaram com intensidade para reprimir organizações criminosas, especialmente do narcotráfico e grupos de extermínio. São quadrilhas armadas e, em diversas situações, entram em confronto no momento da abordagem policial. No ano passado, 2.200 acusados de homicídio foram presos e as mortes decorrentes de confronto ocorreram nesse contexto”, cita a SDS em nota. 

Postado por: Eliton Araujo

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!