8 de setembro de 2021

RESUMÓRIO – com o professor Tenório

 

 

DIVERGÊNCIA – Finalmente chegou o grande dia e o presidente Bolsonaro veio conhecer a única cidade pernambucana que lhe deu a vitória em 2018. A motociata presencial dividiu opiniões quanto ao público. Segundo levantamento da polícia, 50 mil pessoas participaram do evento. A organização estimou mais de 70 mil motociclistas. Acreditem vocês ou não, nas redes sociais adversários e apoiadores citaram todo tipo de número, com variação de 20 a 200 mil pessoas participando do evento. A margem de erro foi bem pequena #SQN.

HIPÉRBOLE – Tinha muita gente? Sim, bastante. Foi organizado? Demais. Foi um evento bíblico? Aí já é exagero. Foi o maior e mais organizado passeio de moto da história da cidade, sem dúvidas. O preço da gasolina não intimidou ninguém.

PASSEIOS – O passeio de moto do presidente pelo agreste pernambucano foi grande feito o passeio na vitória por 6 x 0 do Ypiranga contra o Serrano na estreia da máquina do interior no Campeonato Pernambucano da Série A2. A foto de Bolsonaro com a camisa do Ypiranga deu sorte ao clube e não virou meme como alguns pensaram… Ainda não.

QUEM EU QUERO NÃO ME QUER – Das três cidades contempladas com o passeio de moto do presidente, Edilson Tavares, foi o único prefeito que se dispôs a receber Bolsonaro e levou um bolo presidencial, segundo órgãos de imprensa local. Como o ego do prefeito de Toritama é tão grande quanto a motociata do presidente, cuidou de emitir uma nota justificando que não constava a parada na Capital do Jeans. Não é o que diziam os bolsonaristas de Toritama em vídeos espalhados pelas redes sociais antes do evento.

NEM DESFILE E NEM GOLPE – Para alegria de muitos e tristeza de outros tantos, o 7 de setembro de 2021 nem teve desfile cívico, nem golpe. Teve muita gente nas ruas e o presidente discursando contra o Ministro do Supremo, Alexandre de Moraes.  De novidade mesmo, só os cartazes escritos em três idiomas, inglês, espanhol e até francês. Protesto de direita é muito chique, cada carrão. Só não tem pão com mortadela.

MURETEIROS – Nem pesquisa com números internos nem o discurso de Bolsonaro afrontando os poderes constituídos foram suficientes para tirar alguns políticos de Santa Cruz de cima do muro. Eles preferem manter o discurso evasivo para não espantar os eleitores. Poucos são os que se posicionam num dos momentos mais importantes da história política de nosso país. Tomara que a história um dia cobre a conta. Posar para foto em Brasília é bem mais fácil e menos comprometedor.

REELEIÇÃO – E tomara também que todos os políticos de mandato que defendem o discurso do mito consigam sucesso nas urnas nas próximas eleições, pois caso não consigam se reeleger, o meme está pronto: Supremo é povo!

FORTE – O bolsonarismo ainda pulsa forte em Santa Cruz. O tamanho dessa força só se saberá após o resultado da próxima eleição.

BARRADOS – Mais uma vez circulam nas redes sociais vídeos de vereadores de Santa Cruz reclamando que estão sendo impedidos de fazerem seu papel de fiscalizadores, pois não estão conseguindo entrar em alguns prédios públicos. A entrada só seria permitida com o envio de ofício. Já imaginaram um ofício alertando que será feita visita para comprovar uma denúncia da população?

GATO POR LEBRE – A expectativa era por uma tentativa de invasão ao Supremo na terça e, na quarta pela manhã, o que temos é uma tentativa de invasão ao Ministério da Saúde. O que será que querem, estoque de cloroquina?

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!