14 de abril de 2021

RESUMÓRIO – com o professor Tenório

 

 

JÁ NÃO – O que encabula na gestão atual é o “JÁ”. Meses depois, o retorno na Av. 29 de Dezembro “JÁ” está liberado… Os itens para o kit merenda “JÁ” chegaram, só falta um… O governo não percebe que está Barrichelizando, atrasando ações importantes e ainda propaga com um ar de agilidade.

VENCIMENTO – Inclusive, bom prestar atenção quando receberem esse kit merenda. Confiram a data de validade dos produtos, pois esperaram tanto pelo kit e por um item específico que é bem possível dos outros estarem próximo do vencimento.

COMIDA PARA QUEM PRECISA DE COMIDA – Quem tem fome tem pressa e quem não tem fome, também. Está demorando muito a entrega do kit merenda para os estudantes da rede municipal de Santa Cruz e também está demorado o desfecho sobre a questão do vale alimentação dos vereadores, que era de R$1.200,00 e fala-se nos bastidores que poderá mudar para R$500,00

A PEDIDO – Segundo o presidente Capilé da Palestina, o polêmico aumento na gratificação de alguns cargos comissionados de servidores da Câmara, que já virou caso de justiça, será reduzido a pedido dos servidores. Será que essa redução no vale alimentação dos vereadores foi a pedido também? Se foi, foi a pedido de quais vereadores? Não é muito comum político pedindo redução de salário ou benefícios não.

LOOK DA SEMANA – Já contemplamos em Resumórios passados o figurino da deputada estadual Alessandra Vieira, do vereador Caetano Motos e da secretária de saúde, Lívia Borba. Mas o look da semana que chamou a atenção foi o da secretária e mãe do prefeito Fábio, Dona Ivone Aragão, no encontro com a imprensa para a divulgação das ações realizadas nos cem dias de gestão, na última segunda-feira no restaurante Bellitate Garden.

BÊNÇÃO – Dona Ivone estava com a roupa idêntica à da gerente do restaurante. Além da roupa, o cabelo e estatura também eram muito semelhantes, confundindo algumas pessoas. Vi a hora o prefeito Fábio Aragão pedir a bênção a gerente do Bellitate.

AUSTERIDADE – Não se enganem com o lugar do encontro com a imprensa, o restaurante é excelente, mas o cardápio para imprensa, no evento, foi restrito e sem sobremesa. Parece que Fábio quis mostrar, na prática, mais um exemplo de economia e cuidado com o gasto do dinheiro público. Não podemos reclamar!

MACARRÃO – Pelo menos entre as opções tinha uma deliciosa parmegiana, com um macarrão tão bom, que parecia até que foi pra encabular vereador situacionista e trabalhadores da saúde que atuam no combate à Covid-19.

PERDEU A OPORTUNIDADE – O vereador Carlinhos da Cohab perdeu a oportunidade de almoçar com a secretária de Saúde, escolher juntos o cardápio e colocar os pingos nos is. Quem almoçou na mesa em que estava a Lívia Borba foi o também representante da Cohab, Marlos Mello.

TERRA DO DOCE E DA TRISTEZA – Moradores do distrito de Poço Fundo estão sem motivos para sorrir, porque são apenas três ou quatro ficha para dentista por dia, tendo que acordar de madrugada para não ficar na mão. Se fosse um prato de macarrão com soja, o defensor do distrito já teria resolvido ou pelo menos alardeado. Já mostraram umas ações lá, poderiam resolver mais essa demanda tão importante para população.

CHAMOU A ATENÇÃO – Vereador denuncia lixo e metralha na rua, mas o vídeo ficou tão ruim que se destacou mais do que a necessidade de coleta. Dedo do filmador na frente da tela e orquestra de fundo musical não se vê todo dia em reivindicação parlamentar. Lixo e sujeira na rua todo mundo tá acostumado.

NOMES – Depois de quase dois anos, resolveram o problema da ponte velha que agora está nova. Mas quando vão resolver o problema da nomenclatura? Quando a gente falar ‘ponte nova’, será aquela da PE-160 ou a recém-inaugurada perto do antigo açougue? Bom ver como vai ficar isso pra não causar confusão.

NOME – Aproveitem e definam como vai ficar o nome do auxílio anunciado no evento dos cem dias de governo. Anunciaram lá o “Auxílio Municipal Emergencial”, mas alguns meios de comunicação da cidade divulgaram como “Auxílio Emergencial Municipal”, que eu acho que combina mais.

LEI DA MORDAÇA – Em Taquaritinga do Norte, comunicadores reclamam que secretários municipais estariam proibidos de falar com a imprensa. Pelo menos, lá não se invade estúdios. Cada cidade com seus problemas.

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!