17 de março de 2020

Coronavírus: um teste de humanidade de um para com o outro

Muito tem se falado e alertado sobre o coronavírus, muitos estão alarmados e muitos até têm se aproveitado da situação, a exemplo de alguns comerciantes que excedem e aumentam de forma alarmante alguns itens essenciais para os cuidados com a higiene, como o álcool gel.

O problema do coronavírus é real e temos que tratá-lo com tamanha responsabilidade que o caos exige.

Tenho observado algumas pessoas falando que o vírus é simples, que não tem tanto perigo quanto parece, tentando amenizar o problema. Gente, em algum momento vocês já viram um simples vírus fechar escolas, faculdades, mercados ou deixar ruas desertas nas grandes metrópoles no mundo todo?

Isso por si só, já é um alerta para todos nós! Volto a dizer: devemos tratar o caso com o rigor e responsabilidade que o mesmo exige. Cumprir todos os protocolos das autoridades de saúde. Não levar na brincadeira algo tão sério, pois é a saúde de todos nós que está em risco, sobretudo, das pessoas idosas e pessoas em situação de risco, além da população menos abastada.

Afinal, os hospitais das pequenas cidades não possuem UTIs para tratar essas e todas as pessoas que precisarem. Aqui, em Santa Cruz do Capibaribe, por exemplo, não temos UTI no hospital, se confirmado qualquer caso, a pessoa precisará ser transferida para uma unidade de saúde maior, com possibilidade de receber o paciente.

Não há outra forma para solucionar este problema, senão pelos cuidados essenciais de um para com o outro. Se você apresentar qualquer resfriado, fique em casa, não se exponha nem coloque o outro sob o seu risco.

Por fim, lavar as mãos de verdade e se fazer entender que esta é a medida mais barata e eficaz que existe. A corrida por álcool gel não é tão prudente, porque o álcool gel é uma medida para quem está nas ruas. Em casa, insista no hábito de lavar as mãos, se proteger com sensatez e segurança, evitar levar as mãos à boca ou aos olhos, pois o vírus só precisa de uma mucosa para se hospedar e se proliferar!

Betto Aragão é jornalista, professor universitário e diretor acadêmico do Centro de Ensino Técnico Isabel Aragão – CETIAS, centro mantenedor do Polo da Faculdade Unicesumar em Santa Cruz do Capibaribe.

Postado por: Janielson Santos

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!