30 de agosto de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

Ele vem: Os aliados do presidente Jair Bolsonaro, no Polo de Confecções do Agreste de Pernambuco, estão propagando de forma ampla a vinda do presidente a nossa região. Segundo a divulgação, Bolsonaro chegará à Pernambuco na sexta-feira, 03/09, e participará de uma “motociata” que sairá de Santa Cruz do Capibaribe com destino a Caruaru.

Dever: Necessário deixar claro que caso ocorra um ato institucional na vinda do presidente Jair Bolsonaro em nossa cidade, independente das ideologias políticas/partidária existente entre as autoridades locais e o presidente, é dever manter a relação diplomática em prol do munícipio levando as demandas de uma região que precisa do trabalho das nossas instituições políticas. Diferente disso é pensar pequeno e distante de nossos anseios.

De olho: Quanto a Motociata, que será um ato político em apoio ao presidente da República em nosso Estado, o olhar será diferenciado e representará quem de expressão política, em Santa Cruz do Capibaribe, descerá do muro ou confirmará sua presença no palanque da tentativa de reeleição do presidente em 2022.

E a gestão?: Outro comportamento que será analisado é se terá alguém representando oficialmente a gestão Fábio Aragão (PP) na motociata, que será um ato político, ou membros do governo irão de forma espontânea, como ocorreu no evento anti-bolsonaro recentemente, mas sem representar oficialmente a gestão.

Alfinetou: O vereador Carlinhos da Cohab (PP) no programa “A Voz do Povão”, do último sábado, 28/08, defendeu o mandato e as ações do deputado federal Eduardo da Fonte (PP) e comparou com os deputados que tem apoio na cidade, mas o que chamou atenção foram às críticas e alfinetadas disparadas pelo vereador contra o possível deputado que terá apoio de José Augusto Maia (Republicanos) e seus filhos em nossa cidade, ou seja, Sílvio Costa Filho (Republicanos). Ao questionar vários nomes, Carlinhos apontou que “Me diga o que esse Sílvio Costa trouxe?… Esses costas: Pai, filho, primo, me diga o que esses caras trouxe”.

Tem trabalho: Em conversa com esse colunista em relação à fala do vereador Carlinhos, Tallys Maia (Republicanos), diretor do Procon no munícipio, destacou que “primeiramente o dep. Sílvio Costa Filho nunca recebeu votos em Santa Cruz do Capibaribe, mas já tem apresentado trabalho. Já enviou 500 mil reais de emendas, que já foram empenhadas e que o Prefeito Fábio Aragão pediu para que fossem alocadas em asfaltos e brevemente deve executar as obras. Vem em uma luta incansável para a reabertura da Agência do INSS em nossa cidade e já recebeu diversos outros pleitos do nosso grupo, que devem ser anunciadas até o final do ano”.

Sem cravar:  Apesar de destacar ações de Sílvio Costa filho no município, Tallys apontou que “não há nenhum apoio cravado e a única vez que votamos nos Costas foi em Sílvio Costa (Pai) para o Senado na eleição de 2018, em que ele não foi eleito”.

Qual será?: Apesar da resposta de Tallys, a expectativa é de qual será a reação de José Augusto Maia em relação às falas do vereador Carlinhos da Cohab e de como chegará às lideranças Taboquinhas em relação aos apoios em 2022, com o afloramento das bandeiras internas antecipadas por parte do vereador.

O duelo: Por falar em representantes da Cohab, um duelo chamou a atenção. Estamos falando do vereador oposicionista Nego Zé (DEM) e o ex-vereador Marlos da Cohab (PSB) que hoje faz parte do gabinete do prefeito em uma espécie de subprefeito do quadrante que tem o Bairro da Cohab e bairros adjacentes. Sem poupar críticas, Nego Zé afirmou que “Marlos Mello da Costa ganha quase 4 salários pra fazer nada”. Já em conversa com esse colunista, Marlos apontou que “Nego Zé já tá sentindo a pressão, é muito trabalho e ele está ficando incomodado com o subprefeito da Cohab”.

À vontade: Se de um lado o vereador Flávio Diniz perdeu a sintonia com a bancada eleita no palanque do ex-prefeito Hilário (PSD), ao qual fez parte nas eleições em 2020. Por outro Lado, o vereador Damião Aguiar (PP), eleito no palanque do ex-vice-prefeito Josevaldo (Republicanos), e o vereador Coió (DEM), eleito de forma independente, estão por demais afinados com a referida bancada de sustentação ao ex-prefeito. Uma prova do que estamos falando, são as emendas assinadas em conjunto, em relação à LDO, e a viagem a Brasília em busca de recursos para o município.

Junção?: Nos bastidores da política de Brejo, uma possível junção do grupo de Josevaldo Cowboy com o grupo que apoio o ex-prefeito Hilário em 2020 não é visto como algo impossível para 2024. Contudo, nos bastidores se apontam que o Cowboy que mostrar mais uma vez sua força em 22 apoiando candidatos diferentes do grupo Boca Preta e se firmando para majoritária em 2024, enquanto os apoiadores do ex-prefeito Hilário defendem a unificação e fortalecimento do grupo já em 22, para se pensar em 2024.

Postado por: Eliton Araujo

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!