12 de julho de 2021

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

 

Acredita: Sempre que o ex-vereador Galego de Mourinha (PP) concede entrevista rende pauta e não foi diferente a que concedeu ao programa Cidade em Foco, na Rádio Vale, da última quarta-feira, 07/07. Na ocasião, Galego deu a entender não está chateado por ficar fora da gestão (sem cargos) e diz ainda acreditar assumir o cargo de vereador ao qual recorre na justiça.

Meu candidato: Ao ser questionado quem seriam os seus candidatos, principalmente os deputados, Galego não titubeou e afirmou que seus candidatos “seriam Fábio Aragão”, ou seja, todos que o prefeito de Santa Cruz apoiar.  

Muito a contribuir: Ao falar sobre nomes que não estão com cargo na gestão, a exemplo de José Augusto Maia, Galego apontou que quem é do grupo Taboquinha tem muito a agradecer a Zé e “A equipe não é eterna, ele (Prefeito Fábio) montou uma equipe, não quer dizer que não participe futuramente”. Ainda segundo o ex-vereador, nomes como Zé e Toinho tem muito a contribuir.

Tem mais?: Após o pulo de do ex-vereador Dr. Nanau e especulação nos bastidores de uma possível adesão do ex-vereador Zé Minhoca ao governo Fábio Aragão. O vereador Carlinhos da COHAB (PP) apontou, no quadro Pinga Fogo, da última sexta-feira, 09/07, que o ex-vereador e secretário de governo da gestão Vieira, Francisquinho, estaria “chateado” com o líder Boca Preta, Edson Vieira (PSDB), deixando a entender que ele poderia ser uma futura adesão ao grupo Taboquinha.  

Com motivos: Enquanto o grupo Taboquinha aumenta suas fileiras ou mostra potencial pra isso, quem nitidamente não está bem na gestão é secretária de saúde, Lívia Borba. Nitidamente, todas as munições externas e internas estão contra sua condução na referida pasta, e, diga-se de passagem, a maioria absoluta com fortes argumentações. 

Pressionado: Em sessão ordinária realizada na Câmara de Brejo da Madre de Deus na última quarta-feira, 07/07, o vereador Coió (DEM) ao usar a tribuna demostrou ter sido pressionando pela população sobre as famosas CEIs (Comissões Especiais de Inquéritos) que tem por objetivo investigar o as dívidas deixadas pelo ex-prefeito Hilário Paulo (PSD), em relação aos pagamentos de dezembro dos funcionários do município e ao IPRESB. 

Eu assino: Segundo o vereador Coió, ele assinará qualquer CPI ou CEI que investiguem desmandos e “quem dever que pague”. Só lembrando que as famosas CEIs tiveram o parecer de irregularidade pelo jurídico da casa, mas os vereadores da bancada de situação afirmaram que iriam reapresentar o requerimento com as devidas assinaturas, inclusive com a assinatura do vereador oposicionista, Coió.

Pegou mal: O vereador oposicionista Manoel Bento (PCdoB), aliado do ex-prefeito Hilário, afirmou na tribuna que sua bancada não “entrará” em ser favor de uma CEI para investigar a gestão passada, sem a atual gestão entregar informações solicitadas e resolver os problemas dos referidos salários. Como uma coisa não tem nada haver com a outra e o referido vereador demonstrou que o pensamento é de toda bancada, a fala de Manoel Bento vem repercutindo muito mal entre grande parte dos funcionários públicos do município.

Repetindo: Como sempre venho deixando minha opinião sobre o tema, desta feita vou me dirigir especificamente ao vereador Manoel Bento, mas sem deixar de ser extensivo aos demais vereadores. É imoral a forma como a gestão do prefeito Roberto Asfora (PL) está negociando os salários atrasados com os servidores públicos, mas esses mesmos funcionários merecem saber o que de fato ocorreu em dezembro com seus provimentos atuais e com a previdência que é o seu futuro.  

Inusitado: O vereador e líder do governo de Brejo da Madre de Deus, Robertinho Asfora (PL), usou a tribuna da Casa de Leis para cobrar do presidente da Câmara, Silvano, a pedido do responsável da pasta de meio-ambiente, os representantes da casa de Lei que irão integrar o CONDEMA (Conselho Municipal de Meio Ambiente). Contudo, o presidente Silvano apresentou o ofício, com protocolo da prefeitura, enviado no dia 5 março, com os nomes dos vereadores: Maria José (PP) e Ismar Aguiar (PSL). Parece que a gestão Asfora não está muito sintonizada no quesito comunicação interna. 

Apelo: O vereador oposicionista Laelson do Sindicato (PT) fez o discurso mais contundente ao usar a tribuna na última quarta-feira, 07/07, fazendo apelos importantes ao Prefeito Roberto Asfora, entre eles: Retirar o artigo da extinção da segregação de massa do projeto que aumenta alíquotas do IPRESB, enviar a Câmara um projeto de parcelamento da dívida do IPRESB e analisar com carinho a proposta dos sindicatos referente ao salário atrasado de dezembro e décimo terceiro dos servidores públicos municipais.   

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do seu autor

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!