5 de outubro de 2020

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

Tome ‘Fla x Flu

Crescimento: É perceptível o crescimento das terceiras vias em diversas cidades de nossa região, contudo, o peso do ‘Fla x Flu’ em todas elas, no que diz respeito a campanha de rua, ainda é muito forte.

Engolido: Em Santa Cruz do Capibaribe, por exemplo, a terceira via foi de forma muito aguerrida pras ruas. Mas, sentiu o peso da tradição do Fla x Flu esse final de semana e foi engolido no quesito evento de rua.

Crescimento: Por outro lado, os grupos Boca Preta e Taboquinha estão pintando, em seus eventos, as ruas de azul e vermelho. Ambos vêm aumentando o volume de campanha de rua a cada final de semana.

Urna: Evento de rua reflete nas urnas? Nem sempre e temos exemplos em diversas eleições. Contudo, é um fator importante, principalmente para deixar a militância cada vez mais aguerrida no quesito perspectiva de vitória. Faz parte, inclusive, do marketing.

Repensar?:  Nesse contexto, a equipe da terceira via, que já entrou pra história política de nossa cidade, independente do resultado das urnas, chega a hora de repensar a estratégia da campanha de rua, principalmente para os próximos finais de semana, ou ainda seria cedo?

Falando nisso…: Por falar em rever estratégia, é perceptível nas entrevistas, que estão ocorrendo em diversos meios de comunicação, a diferença no desempenho do candidato Dida de Nan (PSDB), para os seus concorrentes Alan Carneiro (PSD) e Fábio Aragão (PP). Assim como movimento de rua, os eventos (Sabatinas, entrevistas e debates) podem não ser um fator determinante para uma eleição, mas conta nas observações dos que estão, principalmente, indecisos, pois é nelas que as propostas são de fato explorado.  Nesse quesito, a coordenação de campanha e o marketing terá que rever com seu candidato alguns pontos. 

Esqueceram?: Outro ponto perceptível nessa eleição, é que os grupos ‘Boca Preta’ e ‘Carneirinhos’ duelaram por um bom tempo, durante toda pré-campanha, enquanto o grupo Taboquinha resolvia seus conflitos internos (que não era poucos). Contudo, Os taboquinhas “resolveram” seus problemas enquanto os outros dois mantiveram um duelo, esquecendo o candidato vermelho, deixando crescer solto seu volume de campanha. Resta saber quando vão mudar essa estratégia?

Três: Necessário lembrar que existem três candidatos competitivos, ou seja, são duas frentes de confrontos para cada um. Ainda estamos em um início, onde quem errar menos irá ter seu lugar ao sol. Enquanto isso, ninguém está em céu de brigadeiros. 

Postado por: Janielson Santos

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!