3 de fevereiro de 2022

Indivíduo é condenado a mais de sete anos por homicídio dentro de presídio de Santa Cruz

 

 

A Justiça determinou, nesta quinta-feira (3), a condenação de Valério Granjeiro da Silva, autor de homicídio praticado dentro do presídio de Santa Cruz do Capibaribe, em 11 de março de 2020.

O Blog da Polo teve acesso ao relatório final do julgamento do crime que vitimou Renato Martins da Silva (24 anos). Na época, Renato ainda foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) local, mas não resistiu aos golpes de arma branca.

Consta nos autos do processo que Valério assumiu o crime, realizando confissão espontânea.

Durante o processo, o Ministério Público de Pernambuco sustentou a tese de homicídio privilegiado-qualificado, enquanto advogados do réu indicaram legítima defesa.

Valério Granjeiro da Silva tem vasta ficha criminal e foi condenado por esse crime específico, a uma pena final de 7 anos, um mês e 10 dias.

Na decisão assinada pelo juiz João Paulo Barbosa Lima, fica exposto que ele não poderá recorrer em liberdade e cumprirá pena, inicialmente, em regime fechado.

Sobre Renato

Renato Martins da Silva, morto nesta situação em 2020, estava preso desde maio de 2018. Ele havia sido preso em grande operação policial no loteamento Neco Aragão, com outros dois indivíduos, com drogas, dinheiro, máquinas de choque, balança de precisão, além de três revólveres e munições.

Dentre os crimes atribuídos a Renato, estava uma tentativa de homicídio nas proximidades do Complex da Rota do Mar.

De acordo com a polícia, o indivíduo que estava com Renato na tentativa de homicídio, era Leandro Henrique Xavier da Silva condenado a mais de 9 anos de prisão pelo crime.

Postado por: Janielson Santos

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!