16 de outubro de 2020

“Faremos história e Santa Cruz vai se libertar de muitos vícios”, diz Helinho Aragão em entrevista à Rádio Polo

Fortes críticas à administração Edson Vieira, projetos na Câmara de Vereadores, relações no PSB, conflitos internos, governo Paulo Câmara e ‘ideias de um novo futuro para o município de Santa Cruz do Capibaribe’, estiveram em pauta na manhã desta sexta-feira (16), com o candidato a vice-prefeito, Helinho Aragão (PSB), na Rádio Polo.

Helinho disputa o cargo ao lado do candidato a prefeito Fábio Aragão (PP) e foi o terceiro entrevistado. Na quarta (14), Vera Lúcia e na quinta (15), Joselito Pedro (PSDB), também compareceram.  

Exaltando qualidades do aliado, Helinho afirmou que Fábio Aragão dará sequência ao legado e ‘honrará’ o nome do pai, Fernando Aragão, que faleceu durante a pré-campanha. “Faremos história e Santa Cruz vai se libertar de muitos vícios”, disse.

Eleito duas vezes para Câmara de Vereadores, Helinho destaca sua atuação na Casa Dr. José Vieira de Araújo como elemento fundamental para o voo mais alto na política.

Ideias – Entre os projetos postos na Casa, Helinho falou sobre o que pede a extensão do horário de funcionamento de Unidades de Saúde, que se localizam há 5km da UPA 24h e do projeto que obriga empresas vencedoras de licitações no município a disponibilizarem vagas exclusivas para pessoas que saíram do sistema prisional, como medida de ressocialização. Segundo ele, a grande maioria dos projetos aprovados não foram postos em prática pelo gestor municipal.

Corte de pessoal – Ao criticar, de forma incisiva, a atual administração, Helinho afirmou que a máquina pública está ‘inchada’ e que é urgente a necessidade de cortes de pessoal, citando, principalmente, a secretaria de educação. Ainda sobre educação, o candidato garantiu que um dos principais planos é dar autonomia financeira à pasta.  

Valores – Outra crítica de Helinho reside nos investimentos com a frota escolar. Segundo ele, em apenas 4 anos foram gastos com a empresa prestadora do serviço, aproximadamente R$ 7 milhões e 300 mil com locações, algo que considera muito elevado. “Nossa proposta é comprar, gradativamente, nossa frota”, falou.

Falta planejamento – Ao falar sobre a Secretaria de Serviços Públicos (obras), considera ser uma ‘vergonha’ a quantidade mínima de pessoas trabalhando de fato, em ações de tapa-buracos por exemplo, quando o orçamento da pasta seria a terceira maior do município.

Paulo Câmara – Helinho Aragão negou que haja uma tentativa de ‘esconder’ o governador Paulo Câmara, na campanha e afirmou reconhecer erros e acertos do gestor estadual, destacando obras do Calçadão Miguel Arraes, Central de Feiras, Esgotamento Sanitário e acrescentou ter realizado críticas anteriores com a obra da Ponte Velha, paralisada por meses. De acordo com o socialista, não tentará ‘esconder o sol com a peneira’ e vai cobrar mais frutos do governador.

Pesquisa – O candidato negou que a sua coligação esteja por trás de levantamento registrado, que deveria ser divulgado nessa quinta-feira (15), com números dos candidatos de Santa Cruz. No entanto, afirmou estar ‘tranquilo’. “Quem quiser divulgar, fique à vontade, porquê o sentimento das ruas, do povo e nossas avaliações internas, são positivas e o resultado virá em 15 de novembro”, falou confiante.    

Zé e Diogo – Ao ser questionado sobre a influência e participação de José Augusto Maia e Diogo Moraes (PSB) em um possível governo, Helinho disse que seguirá contando com o deputado como ‘elo’ na Alepe e governo do estado e que ‘aproveitará as coisas boas de Zé’. O candidato ainda ressaltou que respeita a história dos líderes, mas que a dupla ‘Fábio e Helinho’ será responsável pelo que chama de construção do futuro.

Confira, na íntegra, a entrevista concedida aos jornalistas Janielson Santos e Walter Miro.

Rádio Polo · Eleições 2020 – Entrevista com Helinho Aragão 16.10.20

Postado por: Janielson Santos

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!