16 de dezembro de 2021

Prefeitura de Santa Cruz emite nota sobre paralisação dos professores

 

Equipe da Secretaria de Educação em entrevista coletiva este ano (Walter Miro / Blog da Polo)

 

A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe emitiu uma nota a respeito da paralisação dos profissionais da educação realizada nesta quinta-feira (16), através do Sindicato Único dos Profissionais do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino no Estado de Pernambuco (Sinduprom).

Entre os pleitos da categoria está o reajuste salarial em defasagem desde o ano de 2020, além de melhorias estruturais.

De acordo com a nota, a gestão anterior deveria ter dado o reajuste salarial em janeiro do ano passado.

O texto ainda cita avanços ao longo de 2021, apesar de, em virtude da pandemia, as aulas presenciais só terem sido iniciadas, em outubro deste ano.

Confira a nota:

A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe tomou conhecimento da paralisação dos profissionais da educação, anunciada pelo Sindicato dos Professores (SINDUPROM-SCC), para esta quinta-feira (16). A classe cobra, principalmente, o reajuste salarial referente ao ano de 2020. A prefeitura esclarece que esse aumento deveria ter sido dado em janeiro do ano passado, pela antiga gestão.

Em 27 de maio do mesmo ano, foi estabelecida a Lei Complementar 173/2020, que vetou os reajustes salariais até 31 de dezembro de 2021, em face dos efeitos da pandemia do novo coronavírus. Diante disto, a Gestão Municipal recebeu a notícia da paralisação com muita surpresa, uma vez que, no último encontro entre o prefeito Fábio Aragão e a categoria de professores, ficou decidido que a próxima reunião seria após a publicação da portaria do Ministério da Educação, onde irá informar o valor do novo reajuste para 2022. Além disto, também já havia sido enviado um ofício ao Sindicato dos Professores (SINDUPROM) sugerindo uma reunião com a classe para o próximo dia 22.

A prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe reafirma que todas as demandas que estão dentro da legalidade estão sendo analisadas e atendidas, como o pagamento de salários atrasados para os professores do ensino infantil (deixados pela antiga gestão), a criação do calendário de pagamentos, pauta tão solicitada pelos servidores, a antecipação do 13º terceiro salário, a reforma, ampliação e adequação das escolas municipais, como também, a melhoria na merenda escolar, a aquisição de 14 mil kits escolares, do mobiliário das escolas municipais e dos diários eletrônicos para os professores. Além disto, para este mês de dezembro, já está sendo programado o pagamento do terço de férias, um desejo antigo da classe em receber este direito no início de suas férias.

O Governo Municipal ressalta que até 31 de dezembro de 2021 não é possível conceder nenhum reajuste, devido a Lei Complementar 173/2020. Tudo que está dentro da lei e de acordo com a administração pública está sendo analisado, dialogado e cumprido. A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe reconhece a luta e a importância de todos os profissionais do magistério e reafirma seu compromisso com a educação pública do município.

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!