9 de março de 2020

Moradores reclamam de desorganização no aterro sanitário de Santa Cruz do Capibaribe

Moradores denunciaram incêndios que aconteceram no aterro sanitário com frequência (Luiz Carlos Roger)

Interditado desde o início do ano, o aterro sanitário de Santa Cruz do Capibaribe segue trazendo transtornos para a população. Situado nas imediações do sítio Pintor, zona rural do município, o local não pode mais receber os dejetos da população, mesmo assim, frequentemente alguns sacos contendo lixo são encontrados no local, inclusive no seu acesso, sujando a estrada e podendo causar acidentes.

Nos últimos dias foi verificada a presença de incêndios no local, geralmente apagados pelos próprios moradores, que temem que as chamas cheguem a maiores proporções, atingindo a vegetação próxima ao aterro.

Moradores do sítio Pintor dizem que a situação de pessoas atirando bolsas de lixo na estrada começou após a retirada de profissionais que atuavam no local controlando a entrada de veículos.

Em conversa com o Blog Polo+, o secretário de serviços urbanos e habitação, Flávio Dunda, adiantou que a partir desta terça-feira (10), a Guarda Civil Municipal irá assegurar que ninguém deverá invadir o local para colocar ainda mais lixo na área do aterro, bem como na estrada desde o Moda Center Santa Cruz até o acesso ao sítio Pintor, a segurança será reforçada em rondas da Polícia Militar.

A empresa que fazia a coleta do lixo no município será responsável pelo esvaziamento da área e transportado para um local adequado com a devida segurança. Ainda haverá fiscais para garantir que novas cargas de lixo não sejam levados até o local.

Postado por: Walter Miro

Ouça A Polo FM Ao vivo
Siga nossas Redes
Fale Conosco
error: Content is protected !!